A carreira de LeBron James foi marcada por uma constância de jogos e praticamente não teve lesão grave desde a sua chegada na NBA, em 2003-04. No entanto, em seu primeiro ano jogando pelo Los Angeles Lakers, ele sofreu uma contusão na virilha, que ele classificou como a pior de todos os tempos na liga.

“Eu rasguei minha virilha dois anos atrás no dia de Natal contra o Golden State [Warriors]”, disse James, em entrevista ao podcast Smartless. “Eu não pude continuar jogando, eu estava acabado”.

A lesão resultou em 17 jogos de ausência de forma consecutiva. Até então, o Lakers brigava pelas primeiras posições da conferência Oeste, ocupando o quarto lugar. Quando ele retornou, o time californiano era o nono. Ainda que ele tenha voltado às quadras no fim de janeiro de 2019, James estava longe de sua melhor forma e a equipe de Los Angeles ficou fora dos playoffs.

Na offseason seguinte, a direção envolveu Brandon Ingram, Lonzo Ball e Josh Hart em uma troca com o New Orleans Pelicans por Anthony Davis e o Lakers foi campeão em 2019-20 na “bolha” de Orlando.

No entanto, LeBron James sofreu outra lesão grave na carreira, desta vez no tornozelo, que o tirou de 26 partidas em 2020-21. O fenômeno de 2018-19 se repetiu. O time, que já estava sem Davis, também contundido, caiu do segundo para o sétimo lugar no Oeste. Nos playoffs, o Lakers não foi páreo para o Phoenix Suns e foi eliminado, na primeira rodada, após seis jogos.

Aos 36 anos, LeBron registrou médias de 25.0 pontos, 7.8 assistências, 7.7 rebotes e converteu 36.5% dos arremessos de três em cerca de 33 minutos de ação por noite.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER