LeBron James foi um dos protagonistas da semana na NBA, mas, inesperadamente, pelos motivos errados. A agressão do astro do Los Angeles Lakers ao jovem Isaiah Stewart deixou o adversário ensanguentado e iniciou uma confusão generalizada na vitória contra o Detroit Pistons. O veterano ala, ainda assim, se vê injustiçado pela suspensão de um jogo recebida da NBA por causa da cotovelada em jogo. 

 

“A liga entrou em contato para pedir a minha versão do que havia acontecido, contei o meu lado e fizeram o que bem entenderam com isso. Quando vi a ligação perdida de Rob [Pelinka, gerente-geral], logo conclui que fui suspenso. Isso é uma besteira, mas que seja! Só fiquei devastado porque o Madison Square Garden é o meu local favorito para jogar. Então, estava ansioso pelo jogo contra o Knicks”, desabafou o craque. 

O movimento “imprudente” do quatro vezes MVP da liga, como resultado, causou uma reação furiosa de Stewart. O pivô do Pistons correu pela quadra, com o rosto bastante ensanguentado, buscando tirar satisfação com LeBron pelo lance. Replays provocaram críticas e a expulsão sumária do ala de quadra. No entanto, ele garante que tudo não passou de um grande acidente em que o rival levou (muito) a pior.     

“Bloqueei a passagem de Isaiah no lance livre, mas seu cotovelo ficou alto demais. Fui atingido, fiquei desequilibrado e o seu cotovelo levantou meu braço. Então, eu tentei a ‘remada’ para sair da condição. Ele perdeu o equilíbrio e, logo depois, a parte esquerda do meu braço atingiu seu rosto. Vi o que havia acontecido na hora e, por isso, fui pedir desculpas. Mas foi totalmente acidental”, descreveu o ídolo angelino. 

Um jogo foi muito

Os protocolos da liga para esse caso foram aplicados de forma correta, mas causaram certo estranhamento. LeBron acabou suspenso de uma partida do Lakers, enquanto o agredido Stewart tomou gancho de dois jogos. A explicação é que a reação do jovem foi desproporcional e, além disso, ajudou a formar a confusão. Ainda assim, o veterano se vê como o grande injustiçado da história inteira. 

“Eu odiei ver a confusão que formou-se em seguida, mas não achei que merecesse uma suspensão. Pensei que a expulsão viria porque o que aconteceu depois foi bem pesado. Manter-me no jogo, provavelmente, criaria um clima muito ruim com a torcida. Mas a suspensão? Não acho que merecia ter recebido esse gancho, porém a liga tomou a sua decisão e estamos aqui agora”, reforçou o astro, jurando “inocência”.   

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER