A rodada de sábado (19) do NBB contou com três partidas. O grande destaque do dia foi a vitória de Franca sobre o até então invicto São Paulo. Lucas Dias, ala-pivô francano, foi o cestinha da partida e igualou a sua melhor marca na carreira, com 31 pontos. Minas e Brasília foram os outros vencedores da rodada.

(3-1) São Paulo 90 x 96 Franca (4-1)

O primeiro jogo deste sábado colocou na tela do Facebook da LNB, dois dos melhores times do campeonato até aqui. De um lado, o São Paulo vinha embalado após vencer seus três primeiros jogos com margem superior a 25 pontos de vantagem sob os adversários. Do outro, Franca também tinha vencido seus três últimos duelos, e uma vitória contra o rival tricolor, um dos sérios candidatos ao título, significaria um passo importantíssimo para as ambições da equipe no NBB 2020/21.

No primeiro quarto, o time comandado pelo técnico Helinho mostrou logo a que veio. Na primeira metade, Franca abriu uma corrida de 22 a 11 no placar e limitou o São Paulo a 34% de aproveitamento nos arremessos de quadra. A defesa francana foi o destaque na primeira parcial. Georginho (0 ponto) e Shamell (2 pontos) não produziram o esperado ofensivamente. Assim sendo, o ritmo frenético do tricolor, principal característica da equipe que marcou mais de 100 pontos nos três primeiros jogos do campeonato, não se fez valer no começo do confronto. Já por Franca, Danilo Fuzaro e Lucas Dias foram os pontos focais da equipe no ataque. Juntos, os dois combinaram para 19 dos 30 pontos anotados no período. No fim dos primeiros 10 minutos, o time do interior paulista abriu dois dígitos de vantagem no placar geral: 30 x 14.

Já no segundo quarto, o São Paulo reagiu. Nos primeiros quatro minutos, os comandados de Cláudio Mortari anotaram uma corrida de 13 a 3, e a vantagem que era de 16 pontos, logo caiu para um dígito. Após o pedido de tempo do técnico Helinho, Franca retomou a forte defesa do período inicial, anotou 14 pontos consecutivos e deixou o ataque nas mãos do cestinha Lucas Dias. No fim do primeiro tempo, o ala-pivô já tinha anotado 15 dos seus 31 pontos no jogo. Antes da ida das equipes aos vestiários, Franca manteve o bom aproveitamento nos arremessos e a vantagem de 14 pontos subiu para 17 no intervalo: São Paulo 35 x 52 Franca.

No terceiro quarto, o São Paulo definitivamente entrou na partida. Nos primeiros sete minutos, o tricolor anotou uma corrida de 20 a 12 no placar e cortou a diferença para 9 pontos. Georginho, mais ligado e agressivo, anotou seus primeiros 10 pontos do jogo. Shamell, que também vinha apagado, anotou mais 10. A defesa também foi um fator importante para os comandados de Mortari encostarem no marcador, já que limitaram os adversários a 14 pontos na parcial. No fim, vitória do São Paulo por 30 a 14 e a vantagem que ultrapassou os 20 pontos num determinado momento do jogo, caiu para somente um no fim do terceiro período: São Paulo 65 x 66 Franca.

Nos últimos dez minutos, Franca teve mais volume no ataque e viu Lucas Dias anotar 15 dos 30 pontos da equipe, após marcar apenas 1  no terceiro quarto. Agressivo e eficiente, o camisa 9 de Franca estava imparável. Pendurou os marcadores em falta e converteu 11 lances-livres na partida (6/6 no quarto período). O São Paulo ainda tentou encostar quando o trio Georginho/Shamell/Lucas Mariano combinaram para 20 dos 25 pontos da equipe na parcial, mas que não foram o suficiente para a virada tricolor.

Ao soar do apito final, vitória maiúscula de Franca por 96 a 90. Destaque absoluto para o ala-pivô Lucas Dias, autor de 31 pontos e 5 rebotes. É o quinto jogo consecutivo do jovem de 25 anos em que ele anota mais de 20 pontos nessa edição do NBB. Pelo São Paulo, destaque para os 22 pontos de Shamell, cestinha da equipe, e para o duplo-duplo de Georginho, que anotou 16 pontos e pegou 11 rebotes.

(4-1) Minas 108 x 99 Unifacisa (1-4)

No segundo jogo da rodada, o Minas Tênis Clube enfrentou a Unifacisa em busca da quarta vitória no NBB. Já a Unifacisa, que recém confirmou a contratação de César Guidetti para o comando técnico da equipe após a saída de Felipe Santana, buscava seu segundo triunfo na competição.

Os primeiros 10 minutos de jogo ditaram o restante da partida. Com ótimo aproveitamento nos arremessos, sobretudo dos três pontos, Minas abriu vantagem logo de cara. Nesbitt e Shaquille Johnson combinaram para 17 dos 33 pontos da equipe mineira na primeira parcial. Já a Unifacisa não conseguiu o mesmo aproveitamento dos mineiros no perímetro, não encontrou respostas para os adversários na defesa e ainda desperdiçou a bola três vezes no ataque. No fim do primeiro quarto, vitória do time comandado pelo técnico Léo Costa: Minas 33 x 24 Unifacisa.

Nos 10 minutos seguintes, os paraibanos tiveram mais volume, o aproveitamento também melhorou e o armador estadunidense Nate Barnes contribuiu com 9 pontos para os nordestinos. Minas teve o ritmo reduzido, mas não o aproveitamento nos arremessos. A equipe converteu 5 de 10 bolas tentadas do perímetro, Nesbitt e Parodi combinaram para 10 pontos e a vantagem mineira no placar geral subiu para o duplo dígito no intervalo: Minas 59 x 49 Unifacisa.

Ao voltar dos vestiários, a Unifacisa equilibrou de vez as ações quando a dupla estrangeira Barnes/Morillo combinaram para 19 pontos no quarto. O aproveitamento nos arremessos de três pontos também melhorou, ainda que abaixo da média (33%). Minas teve dificuldades para pontuar, sobretudo devido à forte defesa armada contra o estadunidense Shaquille Johnson. Parodi e Nesbitt mantiveram a equipe com vantagem no placar e o jovem Gui Santos também contribuiu, anotando 5 pontos. No fim, vitória dos mineiros por 23 a 22 e a vantagem subiu para 11 no marcador: Minas 82 x 71 Unifacisa.

Na última parcial do confronto, a Unifacisa chegou a cortar a diferença para 8 pontos nos primeiros quatro minutos. Percebendo que os nordestinos encostavam no placar em um momento crucial do jogo, o técnico Léo Costa pediu tempo. Logo após o pedido, o comandante viu sua equipe voltar a abrir diferença no placar quando Shaquille Johnson, apagado no terceiro período, anotou 8 pontos de 8 tentados na parcial. O ala-pivô Rafa Moreira também anotou mais 8 pontos saindo do banco e, mesmo perdendo o quarto por 28 a 26, os mineiros mantiveram a consistência nos últimos minutos para conquistar a vitória.

Ao soar do apito final, Minas 108 x 99 Unifacisa. Destaque para o trio de estrangeiros do Minas: Luciano Parodi, David Nesbitt e Shaquille Johnson Jr. Juntos, os três combinaram para 62 dos 108 pontos da equipe na partida. Nesbitt ainda apanhou 10 rebotes e Nano Parodi distribuiu 8 assistências. Com o triunfo, a equipe de Léo Costa figura no G-4 da competição com quatro vitórias em cinco partidas.
Já a Unifacisa, que teve o dominicano Nehemias Morillo como destaque (autor de 25 pontos), amarga sua quarta derrota em cinco jogos disputados até aqui no campeonato.

(1-4) Brasília 84 x 78 Pinheiros (0-4)

No último jogo da rodada, tivemos o confronto entre Brasília e Pinheiros, dois times que ainda não tinham vencido na nova temporada do NBB. Apesar de ser o duelo menos aguardado do dia, o jogo foi o mais equilibrado da rodada, sendo decidido somente nos minutos finais.

O primeiro quarto foi marcado pelo baixo aproveitamento de ambas as equipes nos arremessos. Dominante nos rebotes, com 10 (sendo três ofensivos), o Pinheiros aproveitou melhor os pontos de segunda chance e foi superior ao Brasília ao anotar quatro bolas de três pontos na parcial. Gustavo Basílio saiu do banco e anotou 8 pontos para os paulistas, sendo duas bolas do perímetro. No fim dos 10 primeiros minutos, vitória de 24 a 19 para os comandados do técnico David Pelosini.

Nos 10 minutos seguintes, o jogo mudou totalmente de lado. Limitando os adversários a anotar somente 9 pontos na parcial do segundo período, o time comandado pelo técnico Ricardo Oliveira mudou a postura. Primeiro, apertou a defesa no homem da bola. Depois, melhorou o aproveitamento nos arremessos de quadra (51.7%), e por fim, viu o armador Pedrinho Rava liderar a equipe na pontuação ao sair do banco e contribuir com seis pontos. Antes do intervalo, a diferença de cinco pontos para a equipe paulista não só caiu por água abaixo, como trocou de lado. Com a vitória por 21 a 9 no segundo quarto, os candangos passaram a frente do marcador já no intervalo: Brasília 40 x 33 Pinheiros.

Na volta dos vestiários, Brasília manteve o ritmo no ataque e a forte defesa do segundo período. Com isso, o Pinheiros aproveitou somente 22% das bolas de três pontos arremessadas na parcial. O experiente pivô Caio Torres, com 9 pontos, e Diego Conceição, com mais 8, lideraram o ataque de Brasília. A vantagem que chegou a 7 pontos no intervalo, subiu para os dois dígitos no placar com o fim do período: Brasília 66 x 54 Pinheiros.

Nos 10 minutos finais, o Pinheiros melhorou, forçou três erros do adversário no ataque e viu Gustavo Basílio liderar a equipe ao anotar 10 dos seus 27 pontos na parcial. A vantagem, que chegou aos 20 pontos, caiu para quatro nos minutos finais quando o time de David Pelosini ameaçou a vantagem de Brasília que liderava desde o intervalo.
No fim, Pedrinho Rava e Diego Conceição combinaram para 12 dos 18 pontos da equipe brasiliense na parcial e deram números finais ao duelo.

Ao soar do apito final, vitória de Brasília por 84 a 78. Destaque para os 18 pontos de Gemerson e para os 18 de Diego Conceição, cestinhas pelo lado dos candangos. Pelo Pinheiros, Gustavo Basílio foi o destaque e o cestinha da partida com 27 pontos. Essa foi a primeira vitória dos brasilienses na nova temporada do NBB, enquanto o Pinheiros amarga sua quarta derrota em quatro jogos disputados.

Classificação

1- Flamengo e Bauru: quatro vitórias
3- Paulistano: três vitórias
4- Minas e Franca: quatro vitórias e uma derrota
6- São Paulo: três vitórias e uma derrota
7- Caxias do Sul: uma vitória e uma derrota
8- Pato Basquete e Corinthians: duas vitórias e duas derrotas
10- Fortaleza Basquete Cearense: duas vitórias e três derrotas
11- Brasília: uma vitória e três derrotas
12- Campo Mourão: uma vitória e quatro derrotas
13- Unifacisa: uma vitória e quatro derrotas
14- Cerrado e Mogi: três derrotas
16- Pinheiros: quatro derrotas

Jogos da semana

22/11 (domingo): Caxias do Sul x Paulistano (16h30), Flamengo x Pato Basquete (19h) – DAZN

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece no basquete:

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook