O Barclay Center viveu momentos tensos antes de mais um aparente domingo normal de jogo da NBA. Cerca de 100 manifestantes antivacina estiveram em frente ao ginásio do Brooklyn Nets antes da partida da equipe contra o Charlotte Hornets para protestar em favor de Kyrie Irving. O que começou um movimento pacífico, porém, intensificou-se quando as pessoas quebraram a barreira de segurança e tentaram invadir a arena.

Com cartazes e frases de ordem, primeiramente, o grupo mostrou-se contrário à lei de Nova Iorque que exige vacinação contra a COVID para frequentar locais com 12 mil pessoas. No entanto, depois, os manifestantes usaram megafones para gritar frases como “meu corpo, minha escolha” e “deixem Kyrie jogar”. Essa subida de tom do protesto, consequentemente, levou à tentativa de invasão. 

“A arena fechou as suas portas brevemente por causa de manifestantes nas entradas principais e praça de acesso. A medida foi tomada porque era preciso garantir que os convidados entrassem no ginásio com segurança. Só pessoas com ingresso puderam estar na área interna e, assim, procedemos com os protocolos de segurança”, disse o porta-voz do Barclay Center, em comunicado oficial.

Logo após o protesto ser dispersado, o público devidamente apto a entrar foi liberado em maior volume. A arena, entretanto, ficou relativamente vazia no começo do jogo devido à filas de torcedores formadas pelo atraso. O episódio marcou a estreia dos nova-iorquinos como mandantes na temporada e, ainda que com o apoio da torcida, foram derrotados pelo Hornets por 111 a 95.  

A polêmica Kyrie Irving  

Irving está afastado do elenco desde 12 de outubro, a partir de uma decisão da direção do time. Ele decidiu não se imunizar contra o coronavírus e, como resultado, não estaria apto a disputar mais de metade dos jogos da temporada. O polêmico armador declarou, há duas semanas, que não é antivacina, mas seu ato visa dar voz aos prejudicados pelas regras de obrigatoriedade de imunização. 

 

“Não se trata de ser contrário à vacina, estar em um lado ou outro da discussão. Eu só estou sendo fiel, afinal, ao que é bom para mim. Ainda estou incerto sobre muitas coisas nesse momento”, alegou o astro, que também pediu para ter sua privacidade respeitada. Existem especulações de que outras franquias até já teriam entrado em contato para tentar adquirir Irving, mas o cenário é improvável.  

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER