A 30ª rodada da temporada regular da Liga ACB 2020/21, nome oficial do campeonato espanhol de basquete masculino, foi realizada no final de semana, com destaque para as grandes atuações dos brasileiros Marcelinho Huertas e Léo Meindl. Além disso, o líder Real Madrid levou a melhor no superclássico contra o vice Barcelona.

O duelo Unicaja Málaga x Andorra foi adiado devido ao registro de casos de coronavírus no time andorrano.

Confira os resultados e os resumos:

 

Tenerife 101 x 77 Estudiantes

Local: Pabellón de Deportes Santiago Martín

Os tinerfeños dominaram do princípio ao fim (28 x 20, 28 x 21, 22 x 15 e 23 x 21), com 25 pontos do cestinha Giorgi Shermadini. O brasileiro Marcelinho Huertas, com seis assistências, chegou a 2.228 na história, e passou a ser o segundo maior, superando Nacho Azofra (2.224) e ficando atrás apenas de Pablo Laso (2.896). Além disso, em 26 minutos em quadra, ele marcou 15 pontos, pegou um rebote defensivo e recuperou uma bola. O Estu, muito mal nas bolas de três (somente seis certas em 23 arremessadas), teve Nemanja Djurisic como principal pontuador, com 20.

 

Fuenlabrada 89 x 83 San Pablo Burgos

Local: Pabellón Fernando Martín

Importantíssimo triunfo do Fuenla (20 x 19, 13 x 11, 22 x 18 e 34 x 35), com supremacia nos rebotes (49 x 32) e grande atuação do brasileiro Léo Meindl, autor de um duplo-duplo com 20 pontos (12 no último quarto) e 11 rebotes. O cestinha foi Thad McFadden, do Burgos, com 21. O brasileiro Vitor Benite, em 23 minutos em quadra, marcou seis pontos, apanhou três rebotes defensivos e deu duas assistências. As duas equipes foram muito mal nas bolas de três: os madrilenhos acertaram apenas dez de seus 35 arremessos, enquanto os burgaleses converteram somente seis de suas 25 tentativas.

 

Barcelona 85 x 87 Real Madrid

Local: Palau Blaugrana

No duelo entre líder e vice-líder, e com Pau Gasol de titular, o time merengue alcançou seu 13º triunfo consecutivo e pôs fim a uma sequência de 16 vitórias do Barça (20 x 15, 22 x 18, 17 x 24 e 28 x 28). Sempre à frente no marcador, o Real tinha nove pontos de vantagem faltando 40 segundos, mas viu a equipe catalã passar no placar faltando dez segundos, numa cesta de três de Nikola Mirotic. Nico Laprovittola converteu uma cesta e sofreu a falta, a quatro segundos do fim, para recolocar os visitantes na ponta. E os mandantes não tiveram tempo para ao menos forçar a prorrogação. Com 21 pontos, Cory Higgins foi o cestinha, com o Barcelona muito bem nas bolas de três: nove convertidas em 17 arremessadas. Os madridistas tiveram cinco jogadores com dois dígitos: Rudy Fernández (13), Laprovittola (12), Tristan Vukcevic (11), Usman Garuba (11) e Fabien Causeur (10).

 

Joventut Badalona 84 x 103 Gran Canaria

Local: Palau Municipal D’Esports de Badalona

Em confronto direto por um lugar nos playoffs, os visitantes levaram a melhor, com um grande primeiro tempo (29 x 17, 26 x 17, 17 x 34 e 31 x 16). Seis jogadores do time grancanario terminaram com dois dígitos: Sean Kilpatrick (20), Tomas Dimsa (17),  Oliver Stevic (12), Matt Costello (12) e Stan Okoye (10). O principal pontuador dos verdinegros foi Ante Tomic (19).

 

UCAM Murcia 92 x 87 Baskonia

Local: Palacio de Deportes de Murcia

Vitória na prorrogação dos murcianos sobre o atual campeão (17 x 23, 27 x 17, 18 x 23, 16 x 15 e 14 x 9), repetindo o triunfo do turno, mesmo sem Peter Jok, lesionado, DJ Strawberry, com coronavírus, e o recém-contratado Kostas Vasileiadis. No tempo normal, Rokas Giedraitis deixou tudo igual faltando 19 segundos. No último ataque, Jordan Davis, cestinha da partida com 29 pontos, acertou o aro num arremesso de cinco metros. Na prorrogação apareceu com destaque Isaiah Taylor que marcou oito pontos e não errou nada, acabando com 21. O brasileiro Augusto Lima terminou com 12 pontos, nove rebotes, três assistências e um toco, em 30 minutos. De negativo o aproveitamento dos universitários nas bolas de três: apenas oito convertidas em 28 lançadas. Os bascos tiveram cinco jogadores com dois dígitos: Giedraitis (18), Alec Peters (17), Zoran Dragic (12), Pierria Henry (11) e Tadas Sedekerskis (10).

 

Zaragoza 76 x 85 Valencia

Local: Pabellón Príncipe Felipe

Uma parcial de 11 a 2 a seu favor nos três minutos finais deu a vitória aos valencianos (21 x 21, 24 x 17, 19 x 19 e 21 x 19), com 18 pontos do cestinha Klemen Prepelic. Apesar da supremacia dos mandantes nos rebotes (41 x 32), eles se saíram muito mal nas bolas de três (27 arremessos e apenas sete acertos). Três jogadores da equipe aragonesa terminaram com 12 pontos: Dylan Ennis, Elias Harris e Nicolás Brussino.

 

Obradoiro 90 x 87 Manresa

Local: Multiusos Fontes do Sar

Épica virada dos mandantes (19 x 28, 20 x 21, 24 x 24 e 27 x 14), após ficarem mais de 30 minutos atrás no marcador, com direito a uma parcial de 10 a 0 nos dois minutos finais e Kassius Robertson decisivo, com 23 pontos, sendo 11 no último quarto. O Obra, apesar do baixo aproveitamento nas bolas de três (arremessou 19 e só acertou cinco), teve outros quatro jogadores com mais de dez pontos: Jake Cohen (16), Chris Czerapowicz (12), Steven Enoch (12) e Laurynas Birutis (11). Os manresanos tiveram Frankie Ferrari como cestinha do jogo, com 26 pontos (18 no primeiro tempo e seis bolas de três convertidas em dez lançadas).

 

Gipuzkoa 68 x 91 Real Betis

Local: WiZink Center

Mais uma derrota do lanterna, derrotado em todos os quartos (17 x 27, 20 x 22, 11 x 20 e 20 x 22). O cestinha foi Youssou Ndoye, da equipe bética, com 23 pontos. Johnny Dee, com 21, foi o principal pontuador dos mandantes. O time de Sevilla teve supremacia nos rebotes (41 x 26) e ambos foram muito mal nas bolas de três. Os bascos terminaram com somente nove convertidas em 31 lançadas e os andaluzes com apenas  seis em 22.

 

Classificação
1- Real Madrid: 28 vitórias e uma derrota
2- Barcelona: 25 vitórias e quatro derrotas
3- Tenerife: 23 vitórias e cinco derrotas
4- Baskonia: 21 vitórias e oito derrotas
5- Valencia: 18 vitórias e 11 derrotas
6- San Pablo Burgos: 17 vitórias e dez derrotas
7- Joventut Badalona: 16 vitórias e 12 derrotas
8- Unicaja Málaga: 13 vitórias e 14 derrotas
9- Gran Canaria: 13 vitórias e 15 derrotas
10- Manresa: 13 vitórias e 16 derrotas
11- Andorra: 12 vitórias e 15 derrotas
12- UCAM Murcia: 11 vitórias e 17 derrotas
13- Zaragoza: dez vitórias e 18 derrotas
14- Obradoiro: nove vitórias e 19 derrotas
15- Fuenlabrada e Estudiantes: nove vitórias e 20 derrotas
17- Real Betis: oito vitórias e 20 derrotas
18- Bilbao: sete vitórias e 21 derrotas
19- Gipuzkoa: seis vitórias e 22 derrotas

Estatísticas
Melhor ataque: Barcelona (2.526 pontos anotados)
Pior ataque: Gipuzkoa (2.050 pontos anotados)
Melhor defesa: Barcelona (2.121 pontos sofridos)
Pior defesa: Manresa (2.521 pontos sofridos)
Melhor saldo: Barcelona (+405)
Pior saldo: Gipuzkoa (-374)
Mais pontos em um jogo: Estudiantes (113)
Menos pontos em um jogo: Betis (53)
Mais pontos em um quarto: 43 (Tenerife)
Menos pontos em um quarto: 4 (Unicaja Málaga)
Maior diferença de pontos: 45 (Tenerife 107 x 62 Obradoiro)
Maior pontuador em um só jogo: 38 (AJ Slaughter – Gran Canaria)
Principal cestinha: Melo Trimble (Fuenlabrada – 18,0 pontos de média)
Principal reboteiro: Ondrej Balvin (Bilbao – 8,9 rebotes de média)
Principal assistente: Marcelinho Huertas (Tenerife – 6,6 assistências de média)

Próxima rodada
13/04 (terça-feira) – Real Madrid x Tenerife
14/04 (quarta-feira) – Gran Canaria x Barcelona, San Pablo Burgos x Gipuzkoa, Real Betis x UCAM Murcia e Andorra x Fuenlabrada
15/04 (quinta-feira) – Baskonia x Estudiantes, Manresa x Zaragoza e Unicaja Málaga x Bilbao
16/04 (sexta-feira) – Valencia x Obradoiro