O pivô Nikola Jokic, do Denver Nuggets, foi eleito o jogador mais valioso (MVP) da temporada 2020/21 da NBA. O anúncio foi feito pela liga no início da noite desta terça-feira (8). Jokic levou a melhor sobre Joel Embiid, do Philadelphia 76ers, e Stephen Curry, do Golden State Warriors, os outros finalistas do prêmio.

Com a vitória, o pivô sérvio de 26 anos entra para a história da NBA como a escolha de draft mais baixa a ter sido eleita MVP da liga. Vale lembrar que Jokic foi apenas a pick 41 do recrutamento de 2014.

Outro detalhe é que, pela terceira temporada seguida, o jogador mais valioso da liga é um estrangeiro. Vale lembrar que, em 2019 e 2020, o vencedor foi o grego Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks.

Além disso, Jokic é o primeiro MVP desde o saudoso astro Kobe Bryant a atuar em todos os jogos da temporada regular (2008, pelo Los Angeles Lakers). E mais: o jogador sérvio é o primeiro pivô eleito MVP desde Shaquille O’Neal, em 2000 (também pelo Lakers), e o único da história do Nuggets a alcançar tal feito.

Em eleição feita com 100 jornalistas e profissionais de mídia dos EUA e Canadá, o jogador do Nuggets teve 91 votos de primeiro lugar e totalizou 971 pontos. O segundo mais votado foi Embiid, com 586 pontos. Curry terminou em terceiro, com 453 pontos.

Dez pontos foram concedidos aos votos de primeiro lugar, sete pontos ao segundo, cinco ao terceiro, três ao quarto e um ao de quinto lugar.

Nesta temporada, Jokic alcançou os melhores números de sua carreira, com médias 26.4 pontos, 10.8 rebotes e 8.3 assistências. Ele foi o grande responsável por manter o Nuggets como uma das principais forças do Oeste. O time de Denver terminou a fase regular com a terceira melhor campanha da conferência, com 47 vitórias e 25 derrotas.

Divulgação / NBA