Luka Doncic consolidou-se como um dos maiores astros da liga em apenas três anos, mas, agora, nada lhe faz mais falta do que uma coisa: ser campeão da NBA. O jovem craque do Dallas Mavericks acaba de assinar uma extensão de contrato de mais de US$200 milhões com os texanos, com comitiva da franquia acompanhando-o até sua terra natal, a Eslovênia. O título passou a ser a única coisa a ocupar a sua mente.

“Nós fizemos mudanças no comando técnico e o objetivo é ser campeão. Nada menos. Veremos como a temporada vai andar, mas, em minha opinião, podemos disputar o título. Não sei exatamente o que é preciso, talvez mais um ou dois jogadores. Temos que começar a jogar e vamos ver o que acontece. A verdade é que estou esperançoso com o que podemos realizar”, afirmou o ala-armador, em entrevista ao jornal Marca 

A grande mudança do Mavs, de fato, está entre os treinadores: a contratação de Jason Kidd como novo técnico. Ex-auxiliar do Los Angeles Lakers, ele fez parte da conquista do único título da história da franquia, em 2011, e já revelou que aposta em uma forte defesa para recolocar Dallas no topo. O ex-armador chega com a aprovação de Doncic, que só foi comandado por Rick Carlisle desde o início da trajetória na liga.

“Jason é um excelente técnico, que tem profundo conhecimento sobre como jogar um basquete competitivo e gerir uma equipe no dia-a-dia. É uma grande oportunidade de crescimento para mim e tenho certeza de que a experiência dele vai ajudar-me muito daqui em diante”, emendou o jovem talento, evitando comentar várias das polêmicas que envolvem Kidd nos últimos tempos. 

Mavericks está muito longe da briga pelo título?

É seguro dizer, hoje, que o Mavericks de Luka Doncic não entrará como o favorito para ser campeão da NBA na próxima temporada. O sonho, por enquanto, nada mais é do que um sonho mesmo. Até agora, os reforçados Los Angeles Lakers e Brooklyn Nets aparecem como os mais fortes candidatos com os seus trios de astros, seguidos pelo campeão Milwaukee Bucks e o finalista Phoenix Suns – que seguem fortes.

“Muitas coisas podem acontecer durante a temporada, como lesões e momentos ruins de jogadores. Já vimos isso de perto por aqui. Então, a verdade é que eu não sei o que vai acontecer. É difícil fazer um prognóstico nesse instante. Não nego que Lakers e Nets se reforçaram, mas muitas coisas podem acontecer quando a bola sobe”, concluiu o ídolo esloveno, sem tirar-se da disputa. 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER