A eliminação do Los Angeles Lakers na primeira rodada para o Phoenix Suns parece não ter abalado as estruturas da diretoria da equipe. De acordo com o vice-presidente Rob Pelinka, o objetivo inicial é manter o mesmo grupo de jogadores para a próxima temporada no Lakers.

“Acho que quando você fica abaixo de sua meta que você definiu, isso precisa mover você”, disse Pelinka ao jornalista Dave McMenamin, da ESPN. “Isso precisa servir de combustível para mover sua paixão, e acho que ficamos aquém como time, e isso vai servir como motivação para voltarmos ao trabalho e iniciar os treinamentos com um elenco forte. Nós temos um grupo com capacidade de brigar pelo título. Então, o objetivo é manter o mesmo grupo de jogadores”.

Com apenas seis jogadores sob contratos garantidos para a próxima temporada, a direção quer a continuidade de alguns de seus atletas mais contestados nos playoffs, como o armador Dennis Schroder e o pivô Andre Drummond. Nesta semana, o Jumper Brasil informou sobre o desejo de o time prorrogar o acordo de Drummond.

O caso de Schroder é um tanto complexo. O alemão rejeitou uma proposta de extensão em março, no valor de US$84 milhões por quatro temporadas. Recentemente, um rumor de que ele estaria preparando sua saída foi divulgado. No entanto, Pelinka gosta de seu basquete e acredita que ele poderá ajudar muito mais no futuro.

Já Drummond, que sequer deixou o banco de reservas na sexta partida da série contra o Suns, afirmou estar empolgado com o grupo de jogadores que trabalhou em 2020-21 e se vê fazendo parte do elenco na próxima campanha.

Pelinka ainda precisa definir o que vai fazer com Montrezl Harrell e Marc Gasol. Enquanto o primeiro possui opção em seu contrato, no valor de US$9.7 milhões, o espanhol entra em seu último ano de acordo, por US$2.7 milhões.

Estão sem contrato para a próxima temporada: Wesley Matthews, Alex Caruso, Jared Dudley, Markieff Morris, Talen Horton-Tucker, Ben McLemore, Kostas Antetokounmpo, Devontae Cacok, além de Schroder e Drummond.

“Estou convencido, mais uma vez, que sem algumas das circunstâncias ruins que aconteceram neste ano, os desafios que tivemos de enfrentar, nós teríamos condições de lutar pelo título”, concluiu.