O Washington Wizards garante que John Wall não pediu para ser trocado e não há qualquer intenção de negociá-lo. No entanto, por via das dúvidas, os interessados parecem continuar a sondar a possibilidade de adquirir o astro da capital dos EUA. De acordo com o analista Zach Lowe, da ESPN, o Detroit Pistons teria entrado em contato com dirigentes do Wizards para sugerir uma troca centrada em Wall e no astro Blake Griffin.

O comentarista reforçou que tudo foi mais uma conversa exploratória para checar o valor de ambos do que, de fato, o começo de uma negociação. Tanto que o próprio Pistons, no fim das contas, teria sido quem encerrou as tratativas. “O real nível de Detroit nesse negócio, na verdade, é bem nebuloso. Eles valorizam muito Blake e, pelo que ouvi de minhas fontes, as conversas não foram a lugar nenhum mesmo”, contou Lowe.

Wall e Griffin compartilham, nesse momento, muito mais do que o status de astros da liga. Ambos vão retornar de longos períodos de inatividade na próxima temporada, já sendo atletas que ultrapassaram a casa dos 30 anos de idade e sob sérias dúvidas em relação à capacidade de manterem-se saudáveis. Além disso, com dois dos contratos mais caros em vigência na NBA, eles são constantes alvos de rumores de troca nos bastidores.   

Griffin possui 622 partidas disputadas em dez temporadas na liga, incluindo seis eleições para o Jogo das Estrelas, anotando médias de 21.7 pontos (com quase 50% de acerto nos arremessos de quadra), 8.8 rebotes e 4.4 assistências. Wall, por sua vez, tem 573 jogos realizados em nove campanhas na NBA e já foi all-star em cinco oportunidades. O armador do Wizards acumula 19.0 pontos, 4.3 rebotes, 9.2 assistências e 1.7 roubos de bola na carreira.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece no “Balcão de Negócios” da agência livre da NBA: 

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook