O San Antonio Spurs aposta que tem o seu armador do futuro em Dejounte Murray. E, nesse sentido, o início de temporada tem sido bastante positivo para a equipe texana: o atleta de 24 anos obteve médias de 16.2 pontos, 7.2 rebotes e 5.1 assistências nos dez primeiros jogos da atual campanha. O técnico Gregg Popovich não esconde a animação com a evolução de Dejounte Murray, que vê cada vez mais confortável no comando das ações ofensivas do Spurs. 

Dejounte está descobrindo como ser um armador nessa liga. Deu um passe incrível, no outro dia, para uma cesta de três pontos de Patrick Mills que faz você notar a evolução, um aumento de repertório. Ele vem desenvolvendo sua noção de ritmo e aprendendo a pontuar mais. Está entendendo os segredos da posição aos poucos”, exaltou o veterano treinador, em entrevista coletiva após vitória contra o Minnesota Timberwolves, no fim de semana passado. 

Murray já é um marcador relativamente provado para a sua idade, tendo sido eleito para o segundo quinteto ideal de defesa da liga logo em sua segunda temporada na NBA, em 2018. A crença de que o seu jogo ofensivo poderia crescer levou o Spurs a dar-lhe uma extensão de US$64 milhões por quatro anos, mesmo depois de romper o ligamento cruzado anterior do joelho. O jovem atleta revela que, desde então, sente que mereceu cada pingo de confiança de Popovich.   

“O técnico disse que ficaria na minha cola e, para ser sincero, adoro isso. Não quero que nada seja fácil em torno de mim. Quero merecer o que tenho. Acho que sempre quis ter a bola nas mãos e preciso merecê-la. Então, estou apenas crescendo e evoluindo como armador. Deixando o que dizem sobre mim lá fora, seja o que for, e focando na quadra. Isso é uma jornada e continuarei a crescer como jogador”, garantiu o titular texano, prometendo mais evolução no futuro. 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook