Dennis Schroder começou a jornada para tentar conquistar o seu primeiro título da NBA nessa quarta-feira, com uma vitória na primeira rodada do play-in. Mas, ganhando ou não o troféu Larry O’Brien, o futuro do jogador apontaria para uma mudança de ares na offseason. De acordo com Jake Fischer, do site Bleacher Report, Schroder planeja a sua saída do Los Angeles Lakers como um movimento para “reajustar” o seu status na liga.

A impressão entre executivos da liga é que o plano do atleta alemão seria aproveitar a oportunidade de testar o mercado neste ano, em uma classe com poucos astros, para assinar um contrato de primeira linha entre armadores e virar uma das referências de um time da NBA. Mesmo que consiga uma proposta financeira alta dos angelinos, ele sabe que a permanência com os atuais campeões não traria esse tipo de estrelato.

Schroder já deu indicações sobre o tipo de proposta financeira que espera receber como agente livre nos últimos meses, ao recusar uma oferta prévia de extensão do Lakers. O time californiano ofereceu o máximo valor permitido pela liga para o titular, um vínculo de US$84 milhões por quatro temporadas, e recebeu negativa imediata. Desde então, existem crescentes dúvidas sobre o interesse do jogador em seguir em Los Angeles.

Especula-se que o atleta de 27 anos realmente estaria na mira de equipes que planejam investir em contratações nos próximos meses. Fischer já apurou que o New York Knicks vai iniciar a offseason em busca de reforços de armação e monitora a situação do atleta como um nome de interesse, assim como o jovem Lonzo Ball. Outra equipe que estaria observando o alemão, segundo múltiplos veículos especializados, é o Chicago Bulls.

Adquirido no ano passado, Schroder chegou ao Lakers com status de reforço de elite após ter sido segundo colocado na votação para o prêmio de melhor reserva da liga em 2020. Sua postura pública, desde então, tem sido falar que pretende renovar com o time assim que possível. O titular esteve presente em 61 partidas da campanha regular, registrando médias de 15.4 pontos, 3.5 rebotes e 5.8 assistências.