Previsões 2020/21 – Miami Heat vai repetir a dose?

Quem chegou

Avery Bradley (Los Angeles Lakers)
Maurice Harkless (New York Knicks)
Precious Achiuwa (Draft, Universidade de Memphis)
Max Strus (Chicago Bulls)

Quem saiu

Jae Crowder (Phoenix Suns)
Derrick Jones (Portland Trail Blazers)
Solomon Hill (Atlanta Hawks)

Elenco

7- Goran Dragic: armador, 34 anos
25- Kendrick Nunn: armador, 25 anos
2- Gabe Vincent: armador, 24 anos
14- Tyler Herro: ala-armador, 20 anos
11- Avery Bradley: ala-armador, 30 anos
31- Max Strus: ala-armador, 24 anos
22- Jimmy Butler: ala, 31 anos
28- Andre Iguodala: ala, 36 anos
55- Duncan Robinson: ala, 26 anos
4- KZ Okpala: ala, 21 anos
8- Maurice Harkless: ala-pivô, 27 anos
30- Chris Silva: ala-pivô, 24 anos
40- Udonis Haslem: ala-pivô, 40 anos
13- Bam Adebayo: pivô, 23 anos
9- Kelly Olynyk: pivô, 29 anos
5- Precious Achiuwa: pivô, 21 anos
0- Meyers Leonard: pivô, 28 anos

Projetando o time

Titulares
Goran Dragic
Jimmy Butler
Duncan Robinson
Meyers Leonard (Maurice Harkless)
Bam Adebayo

Principais reservas
Tyler Herro
Avery Bradley
Maurice Harkless (Meyers Leonard)
Kendrick Nunn
Kelly Olynyk
Andre Iguodala

Técnico: Erik Spoelstra

O “cara” da franquia

Jimmy Butler. A fama de companheiro de equipe marrento e desagregador ficou para trás. Butler chegou ao Heat na última temporada e já se mostrou um verdadeiro líder dentro e fora da quadra. Ele foi um dos responsáveis por levar a equipe da Flórida à final da NBA, contrariando vários prognósticos. Os playoffs de Butler foram irrepreensíveis, tanto que elevaram o ala ao status de estrela do primeiro escalão da liga. Sob a batuta de Butler em quadra, o Heat espera repetir a dose em 2020/21.

Fique de olho!

Bam Adebayo. O big man de 23 anos foi um dos jogadores que mais evoluíram na última temporada (inclusive foi o meu voto para MIP). Por conta da ótima temporada, Adebayo foi selecionado pela primeira vez para o All-Star Game e escolhido para o segundo time ideal de defesa. Não é exagero afirmar que Bam é intocável em Miami. Pela evolução constante, talento e luta em quadra, e por se encaixar perfeitamente na cultura vencedora do Heat. Em 2020/21, a gente espera continuar vendo a evolução de um dos melhores pivôs passadores e defensores da NBA atual. Vale mencionar ainda a recente extensão contratual assinada por Adebayo com a equipe, o que demonstra a confiança da franquia na sua estrela em ascensão.

O ponto de interrogação

Kendrick Nunn. Um dos finalistas ao prêmio de melhor novato da última temporada, o armador do Heat fez uma grande temporada regular, mas simplesmente desapareceu nos playoffs. Nunn, de 25 anos, entra no último ano de seu vínculo com a franquia e deverá vir motivado para jogar o melhor basquete possível para conseguir um bom contrato em 2021. O armador deverá aproveitar todas as chances possíveis em quadra, pois o veterano Goran Dragic, teoricamente o titular da posição, voltou à sua grande forma nos últimos playoffs.

O que esperar do Heat em 2020/21?

O Miami Heat foi a maior surpresa da última temporada. Após as chegadas de Jae Crowder e Andre Iguodala, na trade deadline, a equipe ficou encorpada e simplesmente encaixou. Na bolha da Disney, o time da Flórida mostrou, talvez, o basquete mais competitivo entre os participantes. Não por acaso, após uma sequência de atuações consistentes e vitórias incontestáveis contra adversários fortes, como Milwaukee Bucks e Boston Celtics, o Heat chegou à final da NBA. Prejudicado pelas lesões de Goran Dragic e Bam Adebayo, o time de Miami não foi páreo para o campeão Los Angeles Lakers, mas deixou uma ótima impressão.

Em 2020/21, o Heat deverá atrair mais a atenção da mídia e dos adversários por conta do sucesso na bolha. A base da equipe foi mantida, sendo que o único jogador da rotação principal a deixar o time foi o ala Jae Crowder. A ausência dele será sentida, mas o Heat se reforçou com bons defensores, como Avery Bradley e Moe Harkless. A expectativa é a de que o jovem Tyler Herro, um dos grandes nomes do time nos playoffs, dê um salto de qualidade em sua segunda temporada na NBA.

Sob a liderança da dupla Butler e Adebayo, o Heat segue como uma das forças da Conferência Leste, que promete ser ainda mais equilibrada. Vale dizer que outros postulantes ao título, como Bucks, Celtics, Brooklyn Nets e Philadelphia 76ers estarão reforçados em 2020/21. Na projeção do Jumper Brasil, o time de Erik Spoelstra termina a temporada regular como o quarto colocado da conferência. Mas veja bem, isso não significa que não acreditamos no Heat. Pelo contrário. A diferença entre os quatro, cinco primeiros do Leste deve ser mínima, e a promessa é a de que tenhamos os playoffs mais eletrizantes e equilibrados dos últimos anos, sem nenhum time muito acima dos rivais de conferência.

Projeção Jumper Brasil

Divisão Sudeste: 1º lugar
Conferência Leste: 4º lugar

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook