Não teve assunto mais comentado no dia de reapresentação dos times para o período de pré-temporada do que as vacinas. A liga já resolveu não obrigar seus atletas a serem vacinados contra o coronavírus, mas todos querem saber quem está imunizado (ou não) contra a doença que parou – e ainda para – o planeta. Os jogadores da NBA, no fim das contas, mostraram opiniões diversas sobre a vacinação contra a COVID. 


 

Jumper Brasil compilou o que 15 jogadores, incluindo alguns dos maiores astros da liga, disseram sobre as vacinas e o ato de vacinar nos últimos dias. São posições bem diversas, algumas controversas, mas que evidenciam como esse assunto suscita ainda diferentes atitudes em um país como os EUA. 

Reforçamos, antes de tudo, que todos os integrantes do site estão imunizados ou com o ciclo vacinal iniciado. Independentemente das palavras dos jogadores da NBA a seguir, endossamos o discurso das autoridades médicas e públicas no incentivo à vacinação de todos contra a COVID. 

  

“Eu não estou nervoso com as pessoas que dizem precisar fazer as suas pesquisas sobre a vacina. No entanto, tenho várias pessoas em minha família com quem convivo. No fim das contas, não quero colocar nenhuma de suas vidas em perigo, sabe? Quando criança, tinha que tomar vacinas o tempo inteiro. Então, não vejo problema nenhum com isso” 

Damian Lillard, astro do Portland Trail Blazers 

  

“Estou vacinado. Para ser honesto, fiz isso para estar seguro e ficar saudável. Conheço muitas pessoas que ficaram doentes e até morreram. Vocês já sabem que tenho uma filha recém-nascida. Passo muito tempo viajando, na ponte aérea, então eu não posso correr risco de trazer COVID para ela” 

Ja Morant, armador do Memphis Grizzlies 

 

“Não me vacinei por razões pessoais. Eu perguntaria a quem está sendo vacinado por que vocês ainda estão pegando COVID. Você ainda pode se contaminar e transmitir a doença ainda que esteja vacinado. Há pessoas que têm reações ruins à vacina e acho que ninguém quer falar sobre isso. Então, estou bem assim”  

Bradley Beal, astro do Washington Wizards 

  

“Já estou vacinado. Decidi fazê-lo quando eu vi o meu ex-treinador, Gregg Popovich, tomando a vacina. Eu tenho tanto respeito por esse cara que ele me convenceu a embarcar nesse grupo”  

Kyle Anderson, ala do Memphis Grizzlies e ex-jogador do San Antonio Spurs 

  

“Eu fiz o que era melhor para manter a mim e minha família protegida. Ou seja, estou vacinado. Foi a melhor decisão para ficarmos a salvo. Tenho crianças em casa, filhos. Nesse momento, sei que essa é a melhor alternativa para manter quem está ao meu redor em segurança” 

Giannis Antetokounmpo, astro do Milwaukee Bucks e atual MVP das finais 

  

“Eu agradeço a Deus por viver em uma sociedade onde vacinas são possíveis e podemos proteger a nós mesmos. Dito isso, minha crença é que a vacinação de uma pessoa deve ser uma escolha estritamente pessoal. Não tenho vergonha de dizer que estou desconfortável em tomar a vacina nesse momento”  

Jonathan Isaac, ala do Orlando Magic e declaradamente religioso 

  

“Sinto que estamos em uma época em que a religião e ciência precisam andar juntas. Conversei com muitas pessoas religiosas e meu ponto é, se a vacina pode salvar vidas, então qual posição pessoal ou particular pode ser mais importante do que isso?”  

Enes Kanter, pivô do Boston Celtics 

  

“Eu estou vacinado e acho que é ótimo que todo o nosso elenco esteja completamente imunizado. Entendo que seja uma decisão pessoal, mas, definitivamente, encorajo os meus companheiros e qualquer pessoa a tomar a vacina. Afinal, é a única maneira de conseguirmos superar de vez tudo isso”  

Donovan Mitchell, astro do Utah Jazz 

  

“As minhas costas estão contra a parede, mas vou continuar lutando pelo que acredito. Esteja um ou outro lado certo, vacinar ou não vacinar, quem sabe? O que é certo para você pode ser errado para mim. No fim das contas, eu vou continuar lutando pelo que acredito até o fim”  

Andrew Wiggins, ala do Golden State Warriors e convicto não vacinado 

  

“Essa é uma situação difícil e, no final das contas, a decisão será de Andrew [Wiggins]. Todos querem fazer o que sentem ser o melhor para si mesmos e para as suas famílias. Obviamente, minha decisão foi tomar a vacina. Estou pronto e à disposição para jogar” 

Stephen Curry, astro do Golden State Warriors 

  

“É claro que essa é uma decisão de cada um. Mas, não importa o que aconteça, se uma ou outra pessoa imunizada eventualmente morrer, eu estarei em paz sabendo que fui uma das pessoas que, pelo menos, tentei salvar a vida das pessoas que estão ao meu lado”  

Desmond Bane, ala-armador do Memphis Grizzlies 

  

“Ninguém sabe o que vai acontecer com a COVID. Nossa sociedade nunca passou por isso. É algo que nunca vivemos e precisamos esperar para descobrir como seguir em frente com nossas vidas. Mas, sobre estar vacinado ou não, isso é pessoal. Não tenho que revelar para vocês” 

Kyle Kuzma, ala do Washington Wizards 

  

“Fui vacinado, mas não posso dizer a ninguém se deveriam fazê-lo ou não. Posso dizer que decidi ser imunizado porque tenho dois filhos e uma tia que está fazendo diálise. Fiz isso para proteger as pessoas ao meu redor, acima de mim mesmo”  

Montrezl Harrell, pivô do Washington Wizards 

  

“Eu não vou dizer para ninguém se vacinei-me ou não. Essa é uma questão particular. Mas, se você ainda pode ser contaminado pela COVID mesmo que seja vacinado, meu conselho é que busquem se educar sobre o assunto”  

Devin Booker, astro do Phoenix Suns e recém-infectado pela COVID 

   

“Ser vacinado é uma escolha sua. Absolutamente pessoal. Mas, ao mesmo tempo, nós estamos tentando proteger a NBA inteira aqui. É algo maior. Não é sobre somente os nossos times, inclusive, mas a proteção da liga inteira”  

Malcolm Brogdon, armador do Indiana Pacers 

  

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER