A entrada de Ben Wallace ao Hall da Fama serviu para que o ex-jogador “militasse” em uma causa especial para si: os defensores na NBA. Ele precisou esperar alguns anos até ser eleito para o templo máximo do basquete, vendo inúmeros talentos ofensivos serem selecionados à sua frente. O ex-pivô agora quer que sua homenagem, em resumo, seja um meio para trazer mais reconhecimento aos especialistas em marcação na liga. 

  

“Gosto de pensar que sou o representante de uma mudança. Chegou a hora das pessoas começarem a reconhecer e dar um maior crédito para o que acontece no lado defensivo da quadra. Marcadores na liga são extremamente esforçados e não recebem a atenção merecida. Quero muito que isso mude no futuro”, afirmou o ídolo do Detroit Pistons, em entrevista pouco antes da cerimônia do Naismith Memorial desse ano. 

Assim como Dennis Rodman, Ben Wallace faz parte de um seletíssimo grupo de atletas que conseguiu superar as limitações ofensivas de seus jogos para entrarem no Hall da Fama sendo defensores implacáveis na NBA. O ex-jogador de 47 anos acumulou quatro prêmios de melhor defensor da liga e seis seleções para um dos times ideais de defesa ao longo da carreira. Ele liderou a liga em tocos (2002) e rebotes (2002, 03) também. 

  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER