Dois anos após sua aposentadoria oficial, Chris Bosh afirmou ao jornalista Ira Winderman que não descarta uma carreira de treinador. De acordo com o ex-astro, ele não quer que sua ligação com o basquete tenha terminado completamente e, trabalhar em alguma área da NBA, é seu desejo. No futuro.

Segundo Winderman, Bosh não cravou que a única possibilidade seja treinar uma equipe e nem que pretende se envolver com qualquer projeto agora. “Algum tipo de situação de front-office ou coaching. Não quero botar um fim [no basquete] e dizer, ‘é isso’. Tudo o que posso dizer é que agora estou me concentrando em ser pai e criar esses filhos”, disse o ex-campeão.

Por ora, Bosh parece estar realmente dedicado em aproveitar sua família. Entretanto, sua paixão pelo esporte pode ser o impulso necessário para se envolver novamente com a NBA. “Um dia, se eu tiver tempo, definitivamente consideraria algumas dessas coisas, na hora certa”. De certa forma, Bosh se considera um “treinador de vida”, tendo escrito o livro “Cartas para um jovem atleta”, que essencialmente é um tratado sobre sua ascensão ao Hall da Fama.

Chris Bosh parou de atuar em 2016 quando teve a carreira abreviada por múltiplos casos de formação de coágulos sanguíneos. O 11 vezes All-Star foi alertado por médicos de que poderia até morrer em quadra e deveria deixar o basquete. Sua aposentadoria, no entanto, só foi oficializada em 2019, quando teve sua camisa aposentada pelo Miami Heat.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER