O brasileiro Didi Louzada está de volta ao New Orleans Pelicans após ser pego no antidoping e ter que cumprir suspensão de 25 jogos. Isso porque, aos 22 anos, ele testou positivo para o uso de esteroide anabolizante e testosterona, que são duas substâncias proibidas pela NBA. Além disso, o ala-armador teve que pagar uma multa de US$406 mil à liga.

Na ocasião, Didi enviou uma nota à imprensa esclarecendo o caso. Ele alegou que em uma viagem para o Brasil, se consultou com uma nutricionista, que lhe recomendou a ingestão inconsciente das substâncias. Ademais, o atleta brasileiro pediu desculpas aos companheiros de equipe e à torcida do New Orleans.

Na atual campanha pelo Pelicans, Louzada entrou em quadra em apenas duas partidas e atuou por 3.5 minutos somados. Neste tempo, não pontuou e pegou apenas dois rebotes e deu uma assistência. Assim, por não ser aproveitado na rotação principal, o jogador fez um período de experiência na G League. Na liga de desenvolvimento se destacou em dois jogos com médias foram de 14 pontos, três rebotes e 1.5 assistência. Desse modo, foi reintegrado ao elenco principal.

Didi se destacou pelo Sesi Franca no Brasil que o levou a ser draftado como 35ª escolha em 2019. Desse modo, chegou ao Pelicans em abril de 2021, após passar um período jogando pelo Sydney Kings, da Austrália. Por fim, retornou à Luisiana, quando disputou três partidas na última temporada. Atualmente, ele possui um contrato de quatro anos com a franquia.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram