Cade Cunningham demorou a estrear e Dwane Casey até precisou lidar com algumas atuações muito fracas, mas o jogador entrou nos eixos. O primeiro selecionado do draft passado anotou médias de 18.2 pontos, 8.5 rebotes e 7.5 assistências nos quatro jogos mais recentes do Detroit Pistons. O técnico acredita que essas atuações, antes de tudo, são apenas o prenúncio de um futuro astro. 

 

“Cade não está nem perto do jogador que pode e, certamente, vai ser um dia. Ainda há muito a aprender sobre o jogo ao mesmo tempo em que tenta ser o principal criador de nosso ataque. Ele precisa evoluir, como qualquer jovem atleta, mas tenho incondicional confiança de que chegará lá por causa de sua habilidade e inteligência em quadra. Olha o que já tem feito!”, exaltou o treinador, em entrevista ao site Rookie Wire. 

Casey sabe que, mesmo com as boas atuações, o arremesso continua a ser preocupante para o futuro de Cade Cunningham como jogador. Mas ele confia que isso será superado também. “Já deu para ver que ele é um líder natural com a bola nas mãos. Não se trata de um armador, mas sim de um jogador de basquete capaz de armar. É bem alto para a função que exerce e, além disso, o seu arremesso só vai melhorar”, garantiu o técnico.  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER