O treinador Steve Nash vive pequeno drama no dia-a-dia do Brooklyn Nets tentando administrar os minutos de Kevin Durant. O astro é o sexto jogador com maior tempo de quadra nessa temporada e, além disso, registra maior marca pessoal em oito anos. Por enquanto, o ex-armador admite que não tem solução para aliviar a carga sobre o craque. A equipe, para resumir, não pode se dar ao luxo de tirá-lo de ação. 

 

“É claro que gostaríamos de preservar mais Kevin, mas não sei se temos escolha nesse momento. Hoje, afinal, a equação é bem simples: se deixá-lo menos tempo em quadra, vamos perder mais e mais”, sintetizou o técnico. A carga aumentada sobre o ala de 33 anos pode ser vista como resultado da ausência do craque Kyrie Irving. O armador, aliás, insiste em não tomar a vacina contra a COVID-19.   

A boa notícia para Nash, sobretudo, é que Durant não está incomodado com o volume de minutos no Nets. Ele está, ao contrário, satisfeito com a condição. “Sou um jogador de basquete, então isso é o que adoro fazer. Gosto de jogar, acima de tudo. Eu quero atuar os 48 minutos, se for possível. É simplesmente assim que sou”, cravou o cestinha da temporada, com 28.6 pontos por noite. 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER