Richard Jefferson: “É absurdo reduzir número de jogos da temporada da NBA”

Para ex-jogador, mudanças realizadas pela liga e evolução da medicina física são o bastante para “proteger” atletas

reduzir jogos temporada nba Fonte: Divulgação / NBA

Reduzir número de jogos da temporada da NBA é um debate que, constantemente, ressurge entre analistas e nas redes sociais. O tema pode não ser prioridade, mas parece estar no radar da direção da liga. Adam Silver revelou que, por enquanto, está aberto à ideia de uma diminuição que tenha impacto na qualidade dos times. O ex-ala Richard Jefferson, no entanto, é radicalmente contrário à redução.

“É absurdo reduzir o número de jogos da temporada, primeiramente. Os atletas já não viajam em voos comerciais, eliminamos back-to-backs e, além disso, temos a parada de uma semana do Jogo das Estrelas. As franquias têm preparadores para tudo, hoje em dia. A NBA fez tudo isso e, ainda assim, querem diminuição? Isso é simplesmente nonsense”, disparou o atual comentarista da ESPN.

Publicidade

Um dos argumentos dos defensores da alteração, por exemplo, é volume crescente de lesões na NBA. A liga já teria estudos que atestam um aumento dos problemas físicos entre atletas, embora menores do que a percepção popular. Quando fala em “qualidade do jogo”, Silver admite fazer referência direta à redução de contusões. Mas Jefferson acredita que isso seja uma questão natural nos esportes.

“Esporte profissional não faz bem ao seu corpo, certamente. E, no fim das contas, esse é um ponto que deve separar quem pode ou não pode ser um atleta de alto rendimento. Parte da grandeza no esporte, afinal, gira em torno de longevidade. Nós falamos de Michael Jordan, Kareem Abdul-Jabbar e LeBron James por causa de seu impacto por um longo período também”, seguiu o ex-jogador.

Publicidade

“É uma piada”

Nos bastidores, todos sabem que reduzir o número de jogos da temporada da NBA é uma discussão muito mais difícil do que parece. Isso impactará as rendas da liga e, como resultado, os salários de jogadores. As regras para evitar a “ausência sem justificativa” de atletas – ou seja, descanso – também devem ser intensificadas. Esses são pontos que Jefferson acredita precisar ser bastante abordados.

Publicidade

“Os jogadores tiram mais partidas de descanso do que nunca. Então, reduziremos 20 ou 10 jogos da temporada para que tenham mais folga ainda? Hoje, jogadores tem lesões no polegar e não jogam para se preservar, por exemplo. Nós sabemos que, na verdade, isso nunca deveria ser motivo para não atuarem. E, aliás, eles recebem esses enormes salários para quê?”, questionou o veterano.

Jefferson simplesmente não acredita que, após tantos argumentos e mudanças, a redução deva ser uma questão levada a sério. “Essa diminuição também mexerá, além de tudo, com recordes e diversas das marcas do nosso basquete. E faremos isso porque esse grupo de atletas não aguenta algo que já existe há décadas? Eu estou fora dessa, pois é uma piada”, sentenciou o campeão da NBA em 2016.

Publicidade

 

Leia mais

Richard Jefferson: “Lakers foi covarde em demissão de Frank Vogel”
“Anthony Davis é um dos cinco maiores talentos da NBA”, avalia Richard Jefferson
Richard Jefferson optou por aposentadoria para não jogar pelo Knicks

Publicidade

 

Assine o canal Jumper Brasil no Youtube

Todas as informações da NBA estão no canal Jumper Brasil. Análises, estatísticas e dicas. Inscreva-se, dê o seu like e ative as notificações para não perder nada do nosso conteúdo.

Publicidade

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
Twitter
Facebook
Grupo no Whatsapp
Canal no Telegram

Publicidade

Últimas Notícias

Comentários