O Miami Heat é uma das várias equipes que projetam contratar agentes livres de impacto na offseason de 2021. Mas, para isso, a franquia tem consciência de que precisará tomar decisões difíceis nos próximos meses para manter a condição de investir em reforços. Presidente de operações do time, Pat Riley assume que um risco que está preparado para assumir é não oferecer uma extensão contratual prévia para o astro Bam Adebayo.

“Não houve nenhuma conversa real com nenhum jogador sobre contratos, pois não faz nem um mês que a temporada terminou. Mas compreendemos que precisamos tomar uma decisão e Bam também. Será arriscado porque queremos manter essa flexibilidade que construímos. Temos que tomar conta dos nossos atletas, mas não queremos desistir de uma grande oportunidade que pode estar em nossa frente”, explicou o veterano dirigente, em entrevista coletiva.

Adebayo será elegível a um vínculo de cerca de US$200 milhões por cinco anos na offseason, mas essa antecipação de sua condição de agente livre restrito em 2021 acabaria com os planos de Miami oferecer um contrato máximo para um atleta de elite futuramente livre no mercado. O alvo da equipe da Flórida não é um segredo para ninguém: o MVP Giannis Antetokounmpo, que, inclusive, é agenciado pelo mesmo empresário do jovem pivô.

“Temos a mentalidade de cuidar de nossos jogadores, especialmente aqueles que realmente valorizamos. E valorizamos Bam. É um jovem astro e ótima pessoa. A nossa abordagem sempre será ter o melhor interesse de todos os envolvidos em mente. Isso é especialmente verdade aqui, pois adoramos esse garoto e vemos uma peça central do nosso sucesso nele”, garantiu Riley, reforçando que não ofertar uma extensão prévia não significa não ter interesse em sua permanência.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook