troca entre o Houston Rockets e o Washington Wizards centrada nos craques Russell Westbrook e John Wall finalmente aconteceu. De acordo com Shams Charania, do site The Athletic, os times finalizaram a negociação envolvendo os armadores de elite nesta quarta-feira. A equipe da capital dos EUA ainda enviou uma futura escolha de primeira rodada de draft protegida, inicialmente disponível em 2023, para a franquia texana.  

Charania apurou que a seleção de recrutamento envolvida no negócio vai ser protegida para a loteria (TOP 14) em 2023. Essa proteção torna-se duas posições mais “branda” ano a ano até 2026, quando converte-se em duas escolhas de segunda rodada se ela ainda estiver no TOP 8 do draft. 

As especulações sobre uma troca envolvendo Rockets e Wizards, com Wall e Westbrook como peças centrais, já circulava nos bastidores da liga há cerca de um mês. Segundo Adrian Wojnarowski, da ESPN, as conversas entre os dirigentes das duas equipes foram intensificadas na época do draft, mas acabaram sendo abandonadas pelas duas partes em seguida. As tratativas foram retomadas nesta quarta e, em poucas horas, os lados acertaram a ambiciosa negociação. 

 

 

Westbrook havia pedido para ser trocado ao fim da temporada passada, alegando que não estava sendo “ele mesmo” no Rockets e queria voltar a uma situação onde teria controle sobre o ataque de um time. Essa situação aproxima-se da função que exercia no Oklahoma City Thunder até 2018, antes de ser trazido pelos texanos. O ex-MVP da liga chega para atuar ao lado de outro astro em Washington: Bradley Beal, segundo maior pontuador da liga em 2019-20. 

A expectativa em Houston, agora, passa a ser a possível saída de James Harden: após várias mudanças na equipe – que passam por elenco, comando técnico e direção –, o ala-armador também pediu para ser negociado e deseja ir para o Brooklyn Nets. No entanto, o repórter Tim MacMahon (ESPN) apurou que a intenção do Rockets é montar um time competitivo em torno do líder do elenco, que não será trocado a não ser que receba uma proposta irrecusável. 

Wall, por sua vez, está finalmente recuperado de uma sequência de graves lesões na panturrilha, calcanhar e tendão de Aquiles que o impede de entrar em quadra desde 26 de dezembro de 2018. O armador, porém, teria pedido para sair da única equipe que defendeu na NBA depois de ouvir o gerente-geral Tommy Sheppard dizer que o elenco do Wizards está sendo pensado e montado agora em torno de Beal. A declaração teria sido interpretada como uma afronta. 

Os dois jogadores são donos de dois dos mais volumosos – para muitos fãs e analistas, piores – contratos em vigência na liga, recebendo US$131.4 milhões em salários até o fim da temporada 2022-23. Westbrook teve médias de 27.2 pontos, 7.9 rebotes e 7.0 assistências em 57 jogos disputados na campanha passada. Wall, por sua vez, anotou 19.0 pontos, 4.3 rebotes, 9.2 assistências e 1.7 roubos de bola em 573 partidas na carreira.  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece no “Balcão de Negócios” da agência livre da NBA:   

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook