O Boston Celtics vive um momento de mudanças drásticas em sua direção e comando técnico, mas rumores sinalizam que as alterações se estenderão ao elenco: a franquia deverá considerar disponibilizar Kemba Walker para troca nessa offseason. De acordo com Brian Robb, do portal Mass Live, o time pretende colocar o experiente armador no mercado em busca de eventuais interessados em uma liderança veterana.

O repórter apurou que múltiplos executivos ao redor da liga esperam ver uma investida forte da nova direção da equipe para “despachar” o jogador de 31 anos. O movimento seria uma tentativa de gerar alívio na folha salarial para reduzir o valor de multas por exceder o teto de vencimentos da liga. O obstáculo, obviamente, é o salário do atleta: ele vai embolsar pouco mais de US$36 milhões na próxima temporada.

O objetivo final da troca de Walker seria abrir espaço para outros negócios inevitáveis com a flexibilidade financeira, como a renovação do recém-adquirido Evan Fournier e do ala Semi Ojeleye. Robb apurou que a permanência do armador, atrelada aos novos contratos, pode levar o Celtics a pagar a maior multa por exceder o teto salarial de sua história – acima até dos elencos campeão e finalista da NBA de dez anos atrás.

Em entrevista ao site HoopsHype, um executivo em condição de anonimato revelou que Boston já vem analisando uma negociação incluindo o veterano há mais tempo do que imagina-se. “O Celtics precisa de crescimento interno, pois estão atados salarialmente. Eles já estão tentando trocar Kemba há um certo tempo e ninguém quer tocar em seu contrato. Realmente não sei qual é o mercado para ele”, contou o dirigente.

Walker foi adquirido pela equipe de Massachussets na offseason de 2019, como a peça que poderia alçar o time liderado por Jayson Tatum à disputa pelo título mais uma vez. No entanto, em quadra, a situação não correu como o esperado e o ex-atleta do Charlotte Hornets tem sido bem limitado por lesões. Em 43 jogos disputados na atual campanha, ele obteve médias de 19.3 pontos, 4.0 rebotes e 4.9 assistências em quase 32 minutos de ação por noite.