O Toronto Raptors pode estar prestes a iniciar uma reformulação em seu elenco dentro das próximas 48 horas. E o maior jogador da história da franquia, uma das referências do inédito título da NBA conquistado pelos canadenses em 2019, é um dos nomes que deverão estar de saída. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, os dirigentes do Raptors intensificaram as negociações e análise de propostas de trocas recebidas por Norman Powell e pelo ídolo Kyle Lowry.

O repórter apurou que, internamente, as chances de uma transação envolvendo Lowry aumentaram por conta do péssimo momento vivido pela equipe, que já acumula nove derrotas seguidas. Essa decisão, porém, ainda não estaria totalmente sacramentada. Segundo Kevin O’Connor, do site The Ringer, não há um consenso na direção do time sobre negociar o armador e a tendência é que essa resolução ocorra em uma reunião entre o veterano e o presidente de operações, Masai Ujiri.

Interessados no mercado não faltam pelo atleta de 34 anos. O Philadelphia 76ers e o Miami Heat são as duas mais notórias franquias que monitoram a situação do atleta, mas Wojnarowski apurou que vários outros times estão em contato com a direção de Toronto também. Espera-se que, se realmente for negociado, o experiente armador tenha voz ativa na decisão sobre o seu destino pela história de conquistas e respeito construída em quase uma década no Raptors.

Lowry é dono de um vínculo expirante de US$30.5 milhões e, por regras da liga, não poderá assinar uma extensão antes de ser trocado. De acordo com Keith Pompey, do jornal Philadelphia Inquirer, o astro quer uma renovação na faixa dos US$20 milhões anuais na próxima offseason. A exigência do time canadense para liberar o ídolo local giraria em torno de um jovem talento ou jogador provado e uma futura escolha de primeira rodada de draft.

Para o armador, o Sixers representaria um retorno para a casa: ele é nascido e criado na Philadelphia, além de ter estudado em uma universidade da região (Villanova) antes de profissionalizar-se. A franquia, no entanto, trabalha com algumas alternativas para um possível fracasso nas negociações pelo craque, como os veteranos George Hill e Ricky Rubio. O Heat, por sua vez, pareceu a equipe mais ativa e empenhada no mercado para contar com os serviços do jogador há meses.

Powell, que vive a melhor temporada da carreira, seria um caso mais encaminhado entre os executivos do Raptors e o cenário de saída do elenco antes do fechamento da janela de transferências é considerado provável. Wojnarowski apurou que existiriam mais de dez equipes em conversas para adquirir o ala-armador. Todos os interessados já sabem que ele deverá ser agente livre irrestrito ao fim da temporada, rejeitando uma opção de extensão de US$11.6 milhões para testar o mercado.

Segundo Jake Fischer, do site Bleacher Report, cinco times estão com negociações em andamento pela aquisição do jogador de 27 anos: Atlanta Hawks, Boston Celtics, Dallas Mavericks, Detroit Pistons e Minnesota Timberwolves. Sabe-se que o Brooklyn Nets e o próprio Sixers também mostraram interesse em trazer o reforço. O analista Zach Lowe, da ESPN, apurou que a crença nos bastidores da liga é que Powell também receba uma extensão na faixa dos US$20 milhões anuais.

A saída dos dois jogadores reforça a impressão de que o futuro do Raptors vai ter a sua base na trinca formada por Fred VanVleet, O.G. Anunoby e Pascal Siakam – atletas que tiveram extensões de longo prazo fechadas recentemente. Powell teve médias de 19.5 pontos e 3.0 rebotes na atual temporada, com 43.4% de aproveitamento nos arremessos de longa distância. Lowry, por sua vez, registra 17.6 pontos, 5.6 rebotes e 7.4 assistências em 36 jogos disputados na campanha.