O Brooklyn Nets já decidiu e o astro Kyrie Irving foi afastado pela equipe até que tome a vacina ou seja trocado. O GM Sean Marks emitiu um comunicado nesta terça-feira, informando que o atleta não poderá sequer treinar com o grupo.

Mais cedo, o Jumper Brasil informou que o futuro de Irving estava em jogo no Nets. Uma reunião entre Kevin Durant, James Harden, além de diretores da equipe, foi feita para dar uma solução para o caso. O camisa 11 não quer ser vacinado e, por regras da cidade de Nova York e San Francisco, ele poderia atuar, no máximo, em 38 partidas. Assim, o jogador corre riscos de ser disponibilizado para uma negociação nos próximos dias.

Irving, de 29 anos, ainda não manifestou-se publicamente sobre o ocorrido. Ontem, após uma entrevista com o técnico Steve Nash, o armador fez uma publicação em sua conta no Instagram, dizendo que estaria de volta. Contudo, é possível que ele não esteja totalmente fora dos planos do Nets. A exceção, portanto, seria feita se ele tomasse a vacina.

Em 2019, o Nets assinou com o atleta por quatro temporadas, no valor de US$136 milhões e, agora, resta uma campanha, além de uma player option em 2022-23. A direção não informou ainda se o seu salário será totalmente descontado enquanto estiver fora de ação. Na semana passada, todavia, a liga estipulou que ele perderia cerca de US$381 mil por partida não disputada.

REGRAS DA NBA

Recentemente, a NBA comunicou que jogadores não vacinados não poderiam frequentar os mesmos ambientes daqueles que já se vacinaram. A regra aponta que, desde hospedagens a saídas de hotéis, tais atletas estariam com suas mobilidades comprometidas. O fato é que mais de 95% da liga já se imunizou.

O fato de o Brooklyn Nets ter afastado Kyrie Irving pode trazer novos capítulos, seja por especulações de troca ou, até mesmo, uma aposentadoria precoce.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER