Não há como negar: Kyrie Irving converteu-se em um “imã” de problemas e questões polêmicas por onde passa nos últimos anos. Agora, o craque atrai a atenção da NBA ao passo que pode perder boa parte da próxima temporada por insistir em não se vacinar contra a COVID-19. O lendário Shaquille O’Neal, nesse panorama, já se cansou. Shaq defende que o Brooklyn Nets deveria envolver Irving em uma troca imediatamente. 

 

“Se eu sou um jogador importante na franquia, eu exigiria que trocassem Kyrie porque esse cara virou uma distração. Brooklyn tem boas chances de título e seria mais forte ainda com ele, mas não quero responder perguntas sobre isso todos os dias. Já passei por isso, então posso dizer que é um teste para os nervos. O atleta só quer trabalhar com foco em quadra”, afirmou o ex-pivô, em entrevista à rede USA Today Sports. 

Negociar Irving, porém, parece uma alternativa fora de questão. De acordo com Jake Fischer, do site Bleacher Report, o armador e a direção do Nets sequer consideram a possibilidade de uma troca. Além disso, existe a questão do valor de mercado: após tantos problemas, o astro tornou-se um ativo praticamente nulo na visão da NBA. Para Shaq, então, é hora do jogador deixar de ser egoísta e pensar no coletivo. 

“Eu não criticarei Kyrie, pois não se vacinar é uma escolha e você precisa respeitar a decisão de um homem. No entanto, esse time está tentando ganhar um campeonato. Não quero ser parte de uma equipe que pode não conseguir ser campeã porque um atleta fez algo assim. Olhe-se no espelho, entenda que isso é maior do que você. Se todos fizeram, você também pode”, argumentou o integrante do Hall da Fama. 

Shaquille O’Neal está imunizado 

A NBA anunciou que 95% dos seus jogadores já estão imunizados, evidenciando que os jogadores não vacinados tratam-se de uma extrema minoria. Para eles, aliás, a liga prepara fortes restrições ao longo da temporada com um rígido protocolo de segurança. Shaq, porém, não precisou disso: ele defende que o Nets busque uma troca com Irving porque a sua atitude mostra que pensa muito pouco em quem está ao seu redor.  

“Às vezes, você precisa pensar além de si mesmo. O dia em que percebi que as coisas não eram sobre mim, mas sim sobre o coletivo foi quando comecei a vencer títulos e dominar jogos de verdade. Entendo que as pessoas pensem que a vacina veio rápido demais e pode não ser saudável, mas imunizei-me porque não quero deixar a minha mãe ou qualquer pessoa próxima doente”, finalizou o consciente veterano.  

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER