A novela envolvendo a provável saída de Ben Simmons do Philadelphia 76ers segue a todo vapor, sem previsão de capítulos finais. E, com os treinamentos de pré-temporada cada vez mais próximos, abordagens mais extremas podem ser empregadas pelo astro para forçar uma troca antes do começo da campanha. De acordo com Brian Windhorst, da ESPN, Simmons está pronto para não se reapresentar ao Sixers e pagar possível multa aplicável pela franquia.   

 

“Multar Ben é o que a equipe pode fazer em uma situação como essa. E a representação dele, basicamente, disse-me que está ciente e preparada para esse tipo de ramificação”, contou o jornalista, durante edição do podcast “The Hoops Collective”. O analista Bobby Marks, da ESPN, projeta que o jogador pode ser punido em US$227 mil por dia em que não se reapresenta para treinar. Isso implicaria, no fim das contas, em mais de US$1.3 milhão a serem pagos por semana ausente. 

A punição por multa sobre o salário para atletas que não se coloquem à disposição do time para treinar está prevista no acordo coletivo de trabalho vigente da liga e poderá ser colocada em ação contra Simmons já no primeiro dia em que deveria reapresentar-se ao Sixers. No entanto, costumeiramente, as equipes são reticentes em aplicá-la porque piora (ainda mais) o clima entre as partes durante um imbróglio de qualquer natureza. 

Para Philadelphia, porém, isso não deverá ser problema: a relação com o astro já parece irremediável. Múltiplas fontes confirmam para Windhorst que uma reconciliação entre atleta e franquia seria vista como impossível no momento: é uma situação sem volta. Especula-se que os dirigentes da Pensilvânia já nem tenham contato com o armador, inclusive, sendo que a comunicação aconteça integralmente por meio do controverso empresário Rich Paul.   

Os times da Califórnia são indicados, nos bastidores, como os favoritos na concorrência para trazerem Simmons (Golden State Warriors, Los Angeles Clippers e Sacramento Kings). Enquanto isso, entre outros interessados, um “azarão” correndo por fora nessa disputa seria o Cleveland Cavaliers. O atleta de 25 anos foi finalista ao prêmio de melhor defensor da liga na última temporada e, em 58 partidas disputadas, registrou médias de 14.3 pontos, 7.2 rebotes e 6.9 assistências por noite para o Sixers. 

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER