Grandes atuações já são uma rotina na carreira de Stephen Curry. E o astro do Golden State Warriors atacou mais uma vez nessa segunda-feira. O craque comandou a vitória sobre o Atlanta Hawks anotando 50 pontos e dez assistências, além de fazer nove cestas de longa distância. O técnico Steve Kerr aproveitou a chance para exaltar Curry não só pela inegável habilidade, mas também por estar na melhor forma física de sua vida. 

 

“Testemunhamos uma performance simplesmente maravilhosa de Stephen, certamente. Gostaria de dizer que nunca vi algo igual antes, mas tenho visto isso por sete anos. Não deixa de ser incrível de assistir, porém. Acho que ele está na melhor forma física de sua vida, pois vem melhorando sua força e condicionamento nos últimos tempos. Ele tornou-se uma máquina que não cansa”, elogiou o ex-armador, após o triunfo por 127 a 113. 

O torcedor notou que poderia ser uma noite histórica logo nos primeiros minutos, pois Curry marcou os dez pontos iniciais do Warriors. No entanto, tudo quase foi frustrado por uma lesão. O jogador sentiu dores no ombro esquerdo ainda no quarto inicial, saiu de quadra e precisou ser avaliado pelos treinadores. Ele voltou minutos depois, porém, para destruir a defesa do Hawks aos gritos de MVP dos fãs locais. 

“É difícil prever quando terei uma atuação como essa. Você acerta seus dois primeiros arremessos, sente o bom ritmo assim que a bola sai de suas mãos. Então, você tenta apenas manter-se no momento e repetir os movimentos a cada posse. Mas, para ser sincero, é depois do intervalo que você começa a esperar que a avalanche venha. Foi assim hoje”, contou o astro, um dos 75 melhores jogadores da história da NBA. 

Marcas históricas 

A atuação representou, além disso, mais alguns recordes para Curry. Ele tornou-se só o terceiro jogador da história do Warriors a registrar 50 pontos e dez assistências em um jogo, ao lado dos lendários Wilt Chamberlain e Ricky Barry. Também ultrapassou Wilt como o atleta mais velho da NBA em todos os tempos a fazer uma atuação com tais estatísticas. 

“Espero que as pessoas notem, quando assistem a atuações como essa, o quanto Curry é competitivo. Ele sempre cresce nos momentos críticos porque adora desafios. E, hoje, foi um grande desafio: estávamos 15 pontos atrás de uma equipe realmente talentosa. Pudemos ver, acima de tudo, a enorme competitividade de Stephen combinada com a sua habilidade única”, reverenciou Kerr, um dos declarados fãs do ídolo. 

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER