O Phoenix Suns teve o segundo melhor recorde do (forte) Oeste na campanha regular e está nas finais de conferência pela primeira vez em mais de uma década. No entanto, aparentemente, a NBA não ficou tão impressionada com o desempenho de seus atletas: apenas o craque Chris Paul foi selecionado para um dos quintetos da temporada ou de defesa desse ano. A ausência de Devin Booker nos times ideais, em especial, motivou revolta em Monty Williams, que qualificou a omissão como uma piada.

“Chris e eu estávamos revoltados outra noite porque Devin não foi eleito para um desses quintetos. Isso só pode ser uma piada! E estou realmente aborrecido que não tenhamos nenhum representante também em uma das equipes defensivas da temporada. Para ser sincero, nós conversamos sobre essas coisas nos últimos dias e ainda não conseguimos processar direito”, contou o treinador, em entrevista coletiva nesse fim de semana.

Booker foi preterido entre os jogadores de armação da liga na votação dos três quintetos ideais da NBA por Paul, Stephen Curry, Luka Doncic, Damian Lillard, Kyrie Irving e Bradley Beal. Na verdade, o ala-armador ainda ficou abaixo de quatro outros atletas que não entraram nas equipes: Russell Westbrook, James Harden e Donovan Mitchell. Ele só recebeu, no fim das contas, três votos para o segundo e 12 citações para o terceiro time entre os 100 jornalistas especializados consultados.

Aliás, Booker e Mitchell “conseguiram” um feito histórico com a ausência nos quintetos: eles tornam-se os primeiros atletas em quase cinco décadas a obterem média de 25.0 pontos por uma das duas melhores equipes de uma conferência e não entrarem sequer no terceiro time ideal da temporada. O único jogador a ter vivido isso anteriormente foi Gail Goodrich, atuando pelo Los Angeles Lakers no início da década 1970.

O Suns, surpreendentemente, passou mais perto de ter um representante nos quintetos defensivos do que ter seu ala-armador em um dos times ideais: o jovem Mikal Bridges foi o 11o atleta com maior pontuação na votação entre os jornalistas e acabou como o primeiro ala fora da lista de eleitos. Ele acumulou 39 pontos (quatro votos para primeiro time e 31 para entrar no segundo), somente quatro a menos do que o eleito Kawhi Leonard.