Uma das equipes favoritas à conquista de medalha no basquete masculino em Tóquio vai encarar um desfalque de última hora. A seleção da Espanha anunciou que o ala Juan Hernangomez teve sua participação vetada nas Olimpíadas por imposição do Minnesota Timberwolves. A equipe alega que o jogador ainda está em recuperação de uma lesão no ombro, embora a comissão médica espanhola liberou-o para jogar. 

 

A situação, no entanto, criou um enorme mal-estar entre a franquia de Minneapolis e a Federação Espanhola de Basquete, que discutem nos bastidores com versões bastante diferentes. O time da NBA afirma que nunca liberou o atleta para a disputa do torneio, enquanto a seleção nacional garante ter recebido a aprovação dos médicos do Twolves apenas para o executivo Gersson Rosas desautorizá-los sumariamente. 

“Juan quer jogar as Olimpíadas, mas não será possível. Tivemos diversas reuniões com médicos e nunca recebemos um ‘não’. Nós recebemos um ‘sim’, na verdade. Não temos nenhum problema com o Timberwolves ou a NBA. É um problema de pessoas, não de médicos, o que aconteceu. Foi o presidente de operações Gersson Rosas que decidiu vetá-lo”, declarou o presidente da Federação, Jorge Garbajosa, por meio de comunicado oficial. 

 

Garbajosa, na sequência, deu ainda mais detalhes sobre o inesperado imbróglio. “Quatro horas antes do amistoso realizado contra os EUA, em Las Vegas, os nossos médicos e a junta de Minnesota se encontraram. Eles parabenizaram o Juan pela recuperação e deram o ‘sim’. Até Chris Finch congratulou-o. Ninguém duvidava de que poderia jogar. Daí até o veto, vivemos várias situações estranhas que mostram que a decisão não foi natural”, concluiu o ex-ala-pivô. 

A versão de Rosas traz uma visão muito diferente sobre a sequência de acontecimentos, inclusive aparentemente negando a reunião médica antes do amistoso contra os norte-americanos. O dirigente de origem colombiana diz não ter havido uma liberação médica por parte da franquia e coloca o peso da decisão sobre os preparadores físicos do time, que desejam acompanhar a recuperação do jogador de perto. 

 

“Nós apoiamos que os nossos atletas internacionais defendam seleções e apreciamos a paixão de Juan em representar o seu país. Infelizmente, ele está lidando com uma lesão ativa. Com base em recomendação de nossos fisiologistas, ele precisa de tempo para recuperar-se e isso restringe sua disponibilidade para os Jogos Olímpicos. Temos que determinar um plano de reabilitação que permita-lhe voltar a ter condições físicas ideais”, argumentou Rosas, em nota oficial. 

Entre tantas versões e incertezas, a aparente convicção é que a batalha entre a seleção da Espanha e a direção do Timberwolves antes das Olimpíadas vai impactar o futuro de Hernangomez na NBA. De acordo com Jon Krawczynski, do site The Athletic, o jogador de 25 anos está decepcionado com a franquia e pode pedir para ser trocado em breve. O jovem ala, que tem US$14.5 milhões em salários a receber nas próximas duas temporadas, registrou médias de 7.2 pontos e 3.9 rebotes nessa campanha. 

   

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER