É muito difícil projetar, em um draft especialmente incerto, em qual posição qualquer prospecto será escolhido em 18 de novembro. O técnico da Universidade de Kentucky, porém, já consegue cravar uma coisa sobre o recrutamento: vai ter muitos executivos “atormentados” no futuro breve por “ignorar” um de seus comandados. John Calipari avisa que times vão se arrepender de passar o ala-armador Tyrese Maxey – como já lamentam ter passado outros de seus ex-atletas.  

“Eu estou tentando avisar todos que Tyrese é uma versão mais baixa de Jamal Murray. Precisa ser um arremessador mais consistente, assim como Jamal precisava. E os dois cumpriram funções bem parecidas sob meu comando. Alguns times vão passá-lo e vão se arrepender. Será o mesmo arrependimento que vemos por aí com P.J. Washington, Shai Gilgeous-Alexander e Jamal. Ele é um talento desse nível”, exaltou o integrante do Hall da Fama, em entrevista coletiva. 

Nos últimos anos, os prospectos de elite que trabalham com Calipari têm sido bastante questionados e analisados pela impressão de que não produzem tanto quanto poderiam. A reponsabilidade por isso é assumida pelo próprio técnico, que reconhece colocar esses jovens talentos dentro de um esquema mais rígido para que aprendam a ser muito mais disciplinados e versáteis. Ele pede, então, que os olheiros ignorem os números e apenas vejam o talento diante de seus olhos. 

“Do ponto de vista físico-atlético, Tyrese fará tudo para você: bloqueia arremessos, pega rebotes, infiltra defesas e joga com rapidez. As dúvidas, porém, sempre existem. Muita gente questionou se Jamal era um armador só porque atuava com Tyler Ulis. Estávamos ensinando-o, na verdade, a jogar com ou sem a bola nas mãos. Agora, eles perguntam se Tyrese é o jogador que faz cestas decisivas e ganha partidas. Ele é esse cara? Ele é, sim. Provou isso conosco, inclusive”, sentenciou o experiente treinador.  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook