Previsões 2020/21 – Twolves conseguirá brigar no Oeste?

Quem chegou

Ricky Rubio (Phoenix Suns)
Anthony Edwards (draft, Georgia)
Jaden McDaniels (draft, Washington)
Ashton Hagans (draft, Kentucky)

Quem saiu

James Johnson (Dallas Mavericks)
Allen Crabbe (agente livre)
Omari Spellman (New York Knicks)
Jacob Evans (New York Knicks)

Elenco

0- D’Angelo Russell: armador, 24 anos
9- Ricky Rubio: armador, 30 anos
6- Jordan McLaughlin: armador, 24 anos
22- Ashton Hagans: armador, 21 anos
23- Jarrett Culver: ala-armador, 21 anos
20- Josh Okogie: ala-armador, 22 anos
4- Jaylen Nowell: ala-armador, 21 anos
5- Malik Beasley: ala-armador, 24 anos
1- Anthony Edwards: ala, 19 anos
10- Jake Layman: ala, 26 anos
41- Juan Hernangomez: ala-pivô, 25 anos
3- Jaden McDaniels: ala-pivô, 20 anos
8- Jarred Vanderbilt: ala-pivô, 21 anos
7- Tyler Cook: ala-pivô, 23 anos
32- Karl-Anthony Towns: pivô, 25 anos
11- Naz Reid: pivô, 21 anos
17- Ed Davis: pivô, 31 anos

Projetando o time

Titulares

Ricky Rubio
D’Angelo Russell
Anthony Edwards
Juan Hernangomez
Karl-Anthony Towns

Principais reservas

Malik Beasley
Jarrett Culver
Josh Okogie
Jake Layman
Ed Davis

Técnico: Ryan Saunders

O “cara” da franquia

Karl-Anthony Towns – Não tem como ser diferente. Towns é um dos melhores pivôs da NBA e mais uma vez começará a temporada como a referência do Twolves. Indo para sua sexta temporada na liga, seus pontos fortes (como a habilidade de fazer praticamente tudo no ataque) e fracos (sua defesa que tinha tudo para ser muito superior) já são conhecidos e o jogador será o foco do esquema do técnico Ryan Saunders. Em 2019-20, o pivô atuou em apenas 35 jogos, com médias de 26.5 pontos, 10.8 rebotes, 4.4 assistências e 41% de aproveitamento nas bolas de três.

Fique de olho!

D’Angelo Russell – Após ser “sacrificado” pelo Brooklyn Nets, que precisava da espaço na folha salarial para Kyrie Irving e Kevin Durant, Russell surpreendeu e assinou com o Golden State Warriors, onde ficou apenas meia temporada e foi negociado para Minnesota. Agora, essa será a primeira temporada inteira atuando pelo time e a expectativa é de que o armador se firme como um dos cestinhas e líderes do elenco ao lado de Towns.

O ponto de interrogação

A defesa vai melhorar? – Por mais que isso não seja uma situação de “playoffs ou nada”, a equipe tem, sim, o objetivo de estar na pós-temporada. E para ter chances no Oeste atual, ajustes na defesa serão necessários. Em 2019-20, o time permitiu que equipes marcassem, em média, 117.5 pontos por jogo, terceira pior marca da temporada. Falta de foco parece ser o problema de jogadores como Towns, que precisa melhorar na habilidade de ler e antecipar jogadas. As chegadas de Ed Davis e Rubio podem ajudar nesse lado da quadra, mas o problema é muito maior que isso.

O que esperar do Timberwolves em 2020/21?

No passado, o Timberwolves viu Kevin Garnett e Kevin Love desistindo do projeto e pedindo serem negociados. E no esforço para impedir que Towns siga o mesmo caminho, a equipe se mexeu no meio da última campanha e trouxe D’Angelo Russell, amigo próximo do pivô e que chegou com o objetivo de ajudar a equipe a voltar para os playoffs.

A movimentação no mercado foi interessante. Ricky Rubio é um jogador importante pelo fator quadra e também pelo vestiário. Será uma presença veterana valiosa em um dos elencos mais jovens da NBA. Além disso, Anthony Edwards foi selecionado com a primeira escolha no draft e Malik Beasley, que registrou médias de 20.7 pontos desde sua chegada, teve seu contrato renovado.

Obviamente, o foco do time no ataque estará nas jogadas entre Russell e Towns, que serão muito perigosos no pick-and-roll e conseguem chamar a responsabilidade quando as coisas ficarem complicadas. Se Beasley continuar seu momento positivo e Edwards conseguir contribuir de cara, o Twolves terá muitas boas opções ofensivas. Já na defesa, como já comentamos, a questão é complicada. O time não apresentou bom rendimento em 2019-20 e, com a competição extrema no Oeste, o foco do elenco terá que ser grande para que isso mude rapidamente.

O quinteto titular do Twolves ainda é um mistério e Saunders deve testar mais de uma formação ao longo da campanha. O técnico já demonstrou que gosta da ideia de utilizar dois armadores, abrindo espaço para a titularidade de Rubio, mas a decisão ainda está em aberto. As vagas de ala e ala-pivô titular também não possuem nomes certos e contam muitos candidatos para assumir a função.

O Timberwolves possui um time jovem e muito interessante, com diversos pontos para melhorar, mas, ao mesmo tempo, com grande potencial de crescimento. Pode ser que tudo dê certo e a equipe volte aos playoffs já em 2021, mas outros times se mostram mais prontos no momento.

Projeção Jumper Brasil

Divisão Noroeste: 4º lugar
Conferência Oeste: 11º lugar

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook