Em um recente depoimento, Vanessa Bryant relatou como foi o momento em que soube da morte de seu marido, Kobe Bryant. Meses após o acidente que tirou a vida do eterno astro do basquete, sua esposa processou o Departamento e Polícia responsável pelo socorro prestado ao ex-jogador. Em síntese, ela tomou essa decisão por conta das imagens vazadas (com restos mortais) do local do acontecimento.

Neste processo, Vanessa depôs no último dia 12 de outubro. Contudo, uma transcrição do seu relato foi apresentada ao tribunal nesta sexta-feira (22). Divulgado pelo E! Notícias, foi possível observar, sob o ponto de vista da viúva, como foram os momentos da tragédia. Com isso, na manhã do acidente, por volta das 11h30, o assistente social bateu em sua porta avisou que houve um acidente com cinco sobreviventes, mas não sabia se Kobe e Gianna, sua filha de 13 anos, estavam bem. Ao mesmo tempo, o site TMZ noticiou a morte de Kobe por volta das 11h30 – mesmo horário em que o assistente foi comunicá-la.

Vanessa também relatou que ligou para sua mãe questionando sobre os filhos, após não conseguir respostas no telefone de Kobe. “Assim que falei ao telefone com minha mãe, ia tentar ligar de de novo para meu marido. Mas, nesse momento, notificações começaram a aparecer no meu telefone dizendo ‘RIP Kobe'”, descreveu.

Posteriormente, já em desespero, buscou sua filha mais velha, Natalia, e foi buscar respostas no Departamento de Polícia local. Entretanto, os oficiais informaram que apenas a delegacia de Malibu poderia dar maiores informações. Como consequência, tentou utilizar um helicóptero para chegar mais rápido ao local. Sem sucesso. Assim, o piloto informara que as condições meteorológicas não eram adequadas para alçar voo.

Preocupação com as imagens 

Com a ajuda do Gerente Geral do Los Angeles Lakers, Rob Pelinka, Vanessa chegou ao Departamento de Malibu – por volta das 13h30. Enfim, pela primeira vez, um oficial confirmou o falecimento de Kobe e Gianna. O responsável pela notícia foi Alex Villanueva.

Após receber a notícia, a mulher alegou ter feito um pedido. “Eu disse para ele: ‘Se você não pode trazer meu marido e bebê de volta, por favor, certifique-se de que ninguém tire fotos deles. Por favor, proteja a área'”, disse Bryant durante o depoimento. “Ele respondeu: ‘Eu vou’. E eu reforcei: ‘Não, eu preciso que você pegue o telefone agora e certifique-se de proteger a área'”. Por fim, Vanessa afirmou que o xerife se desculpou momentaneamente e assegurou-lhe que a área estava protegida.

O Processo

O processo federal de Vanessa Bryant contra o condado, alega invasão de privacidade e a sensação de experimentar “severa angústia emocional” – que agravou o trauma de perder seu marido e filha. Desta forma, a acusação afirma que os primeiros responsáveis, incluindo bombeiros e delegados, compartilharam fotos do corpo de Kobe Bryant.

Em contrapartida, o Estado está supostamente tentando forçar a viúva de Kobe a passar por uma avaliação psiquiátrica. Como resultado, isso valeria para familiares de outras vítimas de acidente, independente da idade.

A próxima audiência do caso está marcada para 5 de novembro. O julgamento do processo está previsto para começar em fevereiro.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER