Andre Drummond é o grande reforço do Los Angeles Lakers para a segunda metade da temporada da liga: após passar “em branco” pelo fechamento do período de trocas, os angelinos conseguiram a contratação do possível melhor reboteiro da liga no chamado mercado de dispensas. E, diferente da maior parte dos torcedores, Frank Vogel está em êxtase com a nova adição. O técnico acredita que, apesar das condições, o Lakers passa a ter um dos melhores pivôs da NBA em Drummond.

“Nós estamos muito empolgados por um atleta do calibre de Andre vir para cá. É um dos melhores pivôs da liga, com quem todos os sistemas defensivos adversários vão precisar se preocupar. Acho que será um excelente reforço e ajuda imediata para o nosso elenco. Ele é um desses raros jogadores capazes dominar partidas nos dois lados da quadra por sua imposição e vigor físico”, exaltou o experiente treinador, celebrando e apoiando a contratação do jogador de 27 anos.

Os elogios iniciais de Vogel a Drummond não são meramente pontuais. Segundo Jovan Buha, da ESPN, o técnico já teria resolvido que o novo reforço vai ser titular da equipe assim que estiver em ritmo ideal de jogo e o veterano Marc Gasol vai para o banco de reservas. Ele seria visto como substituto para os pivôs mais físicos com quem os atuais campeões contaram na campanha vencedora do ano passado, como Dwight Howard e JaVale McGee.

“Já faz mais de um mês que não entro em quadra e disputo uma partida. Vocês podem imaginar, então, a minha vontade e empolgação para finalmente voltar a jogar. Eu não estou aqui para roubar os holofotes de ninguém, aparentemente. Estou preparado para jogar e simplesmente desejo ajudar a equipe a vencer quantos jogos forem possíveis”, afirmou o duas vezes all-star, referindo-se ao fato de ter sido afastado do elenco do Cleveland Cavaliers nas últimas semanas.

Uma das importâncias da contratação de um atleta mais “pesado” para o elenco está em deixar o astro Anthony Davis, ainda se preparado para retornar às quadras depois de lesão, em uma condição mais confortável para o restante da temporada. “Eu acho que, vindo para cá, vou criar a situação para que Anthony permaneça como ala-pivô e jogue em sua real posição, faça aquilo em que é melhor. Estou muito disposto para todos os choques e confrontos que esperam de um homem de garrafão”, garantiu Drummond.

Não é segredo para ninguém que o carro-chefe do trabalho de Vogel é a defesa: embora desfalcado de Davis e LeBron James, a equipe permanece com a marcação mais eficiente da liga e cede menos pontos por 100 posses de bola aos oponentes do que qualquer outro time. Drummond não é conhecido como um dos pivôs defensores mais brilhantes da NBA, mas tem consciência de que, para ser bem sucedido com o Lakers, a sua capacidade de ser um diferencial na marcação precisa ser colocada à mostra.

“Acredito que posso ajudar muito essa equipe na defesa por conta dos meus pés e mãos rápidos, capacidade de recuperação e possibilidade de trocar marcação no perímetro. O nosso sistema defensivo vai ser realmente incrível quando tivermos o elenco completo à disposição e estou ansioso para isso. Quero ser disruptivo e causar caos nos garrafões”, avisou o jogador, que também depende de um bom rendimento no Lakers para assinar um bom contrato na próxima offseason, como agente livre.