O clima entre Zion Williamson e a alta cúpula do New Orleans Pelicans, especialmente o gerente-geral David Griffin, é de crescente frustração. De acordo com Christian Clark, do jornal The Times-Picayune, a origem do impasse estaria na forma como aconteceu o retorno do jogador às quadras após uma lesão no joelho direito. Foi prometido ao então novato voltaria em até oito semanas, mas isso só ocorreria três meses mais tarde. 

 

Embora seja natural para a franquia, a cautela com que a condição física do ala-pivô é tratada na Louisiana causa crescente tensão. O jornalista apurou que o jovem astro já entrou em rota de colisão com a junta médica do time mais de uma vez. A volta, além disso, com limitação de tempo de quadra também não lhe agradou. Contudo, ele mostrou-se tranquilo com a situação diante do público e imprensa. 

Tentativa de vínculo falhou 

O episódio, na verdade, é só o capítulo mais recente do travado relacionamento entre o jovem astro e o dirigente. A chegada de Griffin tinha como principal missão estabelecer laços com o atleta, mas a análise é bastante negativa após dois anos de trabalho. Esse aspecto, por sinal, não é a única falha das ações do executivo: ele também já demitiu dois técnicos no curto período, incluindo um que escolheu a dedo. 

 

Segundo Clark, o GM até tentou criar vínculo e canal de comunicação mais intenso com Zion. As coisas não saíram tão bem quanto esperado, porém, já que os dois conversam agora com pouca frequência. O executivo, durante a “bolha” de Orlando, até pediu um encontro com o jogador de 21 anos e tocou piano para ele, entretanto, isso nunca teve qualquer efeito no alinhamento entre os dois.  

Pelicans se reforça por Zion

Griffin parece ter percebido que, no fim das contas, o melhor caminho para agradar o principal jogador da equipe é reforçar o time. O Pelicans fez muitas movimentações na offseason para fortalecer o elenco, enquanto também supria a saída de Lonzo Ball. A lista de contratações, entre outros nomes, inclui o armador Devonte’ Graham, o pivô Jonas Valanciunas e o jovem treinador Willie Green. 

 

A reportada frustração aumenta os rumores em torno de Zion Williamson e o Pelicans. Existem comentários de que a família do jogador deseja que ele saia o mais rápido possível de Nova Orleans, bem como palavras do próprio atleta sugerindo que gostaria de atuar no New York Knicks criaram mal estar interno. Em 85 jogos na carreira, o astro registra médias de 25.7 pontos, 7.0 rebotes e 3.2 assistências 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER