Com uma verdadeira aula de Chris Paul, o Phoenix Suns bateu o Los Angeles Clippers, conquistou o título da conferência Oeste e garantiu vaga nas finais da NBA. Em partida disputada nessa quarta-feira (30), no Staples Center, em Los Angeles, o time do Arizona venceu o rival angelino por 130 a 103. Paul anotou 41 pontos, sendo 31 deles no segundo tempo. A última vez que o time de Phoenix havia chegado às finais foi em 1993. Na ocasião, o Suns foi batido pelo Chicago Bulls, de Michael Jordan.

O Suns dominou o primeiro tempo. No ataque, o time do Arizona movimentou mais a bola e gerou bons arremessos (17 assistências), seja na área restrita (Deandre Ayton) ou no perímetro (Jae Crowder converteu quatro bolas de três pontos). Já o Clippers encontrou dificuldades com sua defesa por zona. Bem marcado, o astro Paul George não teve volume ofensivo e anotou somente seis pontos na primeira metade de jogo.

Na volta do intervalo, o panorama da partida não se alterou. O Suns continuou sólido nos dois lados da quadra e o Clippers não encontrou caminhos para reagir. A equipe visitante pontuou à vontade quando atacou a defesa por zona e abriu 17 pontos no placar (89 a 72). Nos minutos finais do terceiro quarto, o time angelino optou por uma formação mais alta, com DeMarcus Cousins e Nicolas Batum nos lugares de Reggie Jackson e Terance Mann. Resultado: corrida de 10 a 0 para o Clippers e a diferença caiu para apenas sete pontos.

Após um tempo pedido por Monty Williams, o Suns respondeu com oito pontos seguidos de Chris Paul. Nas últimas posses, a equipe de Los Angeles só pontuou via lance livre de Paul George, após uma falta técnica marcada contra Ayton. Com isso, o time do Arizona foi para o último período com uma vantagem de 14 pontos: 97 a 83.

No quarto final, Paul seguiu imparável, dando um show em quadra, e o Suns sacramentou o triunfo. Na metade do período, Patrick Beverley fez um papelão e foi ejetado após empurrar Paul, pelas costas, durante um pedido de tempo. Nos minutos finais, o time do Arizona administrou o placar até sair de quadra com o título do Oeste pela terceira vez em sua história.

O Suns alcançou um feito histórico nessa quarta-feira: tornou-se o primeiro time a chegar às finais da NBA depois de ficar dez temporadas sem se classificar para os playoffs. Além disso, o veterano Chris Paul, de 36 anos, vai disputar a sua primeira decisão da liga após 13 aparições em pós-temporada. Nas finais, o Suns terá um desafio pela frente: desde 1979 (Seattle SuperSonics), nenhuma franquia do Oeste levou o título da liga sem ser da Califórnia ou do Texas.

(4) Phoenix Suns 130 x 103 Los Angeles Clippers (2)

Phoenix
Chris Paul: 41 pontos, quatro rebotes, oito assistências, três roubos de bola, 7-8 do perímetro, 16-24 nos arremessos de quadra e nenhum turnover
Devin Booker: 22 pontos, sete rebotes, quatro assistências e 10-26 nos arremessos de quadra
Jae Crowder: 19 pontos, cinco rebotes, 5-9 do perímetro e 6-11 nos arremessos de quadra
Deandre Ayton: 16 pontos, 17 rebotes, dois tocos e 8-10 nos arremessos de quadra

Los Angeles
Marcus Morris: 26 pontos, nove rebotes, 4-11 do perímetro e 9-17 nos arremessos de quadra
Paul George: 21 pontos, nove rebotes, 8-9 nos lances livres e 6-15 nos arremessos de quadra
Reggie Jackson: 13 pontos, quatro rebotes, oito assistências e 4-12 nos arremessos de quadra
DeMarcus Cousins: 12 pontos
Patrick Beverley: 11 pontos e uma expulsão