Gordon Hayward surpreendeu o mundo da NBA ao assinar com o Charlotte Hornets na tarde deste sábado (21). De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN americana, o ala acertou um contrato de quatro temporadas no valor de US$ 120 milhões. Ele deixa o Boston Celtics após três anos na equipe.

Na última quinta, Hayward declinou a opção de renovação automática para mais um ano de contrato com o Celtics. Os rumores apontavam para um possível sign and trade com o Indiana Pacers ou um acerto com o New York Knicks, mas o atleta optou por Charlotte, onde será companheiro de LaMelo Ball, terceira escolha do último draft.

Após passar sete temporadas com o Utah Jazz, franquia que o selecionou em 2010, Hayward foi para Boston para atuar com o técnico Brad Stevens, que havia sido seu treinador no basquetebol universitário. Logo em sua primeira partida em Boston Hayward sofreu uma séria lesão que o tirou de toda a temporada. O jogador voltou no ano seguinte, mas enfrentou restrição de minutos e reassumiu a titularidade em 2019-20, quando teve médias de 17.5 pontos, 6.7 rebotes e 4.1 assistências em 52 partidas.

Em 2014 Hayward chegou a assinar um contrato com o Hornets, mas, por ser free agent restrito, viu o Jazz igualar a oferta e permaneceu em Salt Lake City. Seis anos depois, o atleta novamente fecha com o time comandado por Michael Jordan e deve ser o principal jogador de ataque da equipe de James Borrego.

Essa é a segunda offseason que Boston se vê perdendo um grande nome no mercado. Na última temporada Kyrie Irving optou por deixar a franquia e rumar para o Brooklyn Nets. Sem espaço no cap para substituir Hayward com outro grande nome, o Celtics tentou ativamente trocar o jogador com outra franquia. Sem sucesso, Stevens deverá promover Marcus Smart ao quinteto titular.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Facebook