Previsões 2020-21 – Lakers quer manter título na NBA

QUEM CHEGA QUEM SAI
Marc Gasol (C, Raptors) Avery Bradley (SG, Heat)
Wesley Matthews (SG, Bucks) Rajon Rondo (PG, Hawks)
Montrezl Harrell (C/PF, Clippers) JaVale McGee (C, Cavs)
Dennis Schroder (PG, Thunder) Dwight Howard (C, Sixers)
Alfonzo McKinnie (SF/SG, Cavs) J.R. Smith (SG, agente livre)
Danny Green (SF/SG, Sixers)
Dion Waiters (SG, agente livre)

 

Elenco

NÚMERO JOGADOR POSIÇÃO IDADE
17 Dennis Schroder Armador 27
2 Quinn Cook Armador 27
1 Kentavious Caldwell-Pope Ala-armador 27
4 Alex Caruso Ala-armador 26
9 Wesley Matthews Ala-armador 34
5 Talen Horton-Tucker Ala-armador 20
23 LeBron James Ala 35
0 Kyle Kuzma Ala 25
28 Alfonzo McKinnie Ala 28
3 Anthony Davis Ala-pivô 27
88 Markieff Morris Ala-pivô 31
10 Jared Dudley Ala-pivô 35
37 Kostas Antetokounmpo Ala-pivô 23
14 Marc Gasol Pivô 35
15 Montrezl Harrell Pivô 26
12 Devontae Cacok Pivô 24

 

Projetando o time  

Titulares

Dennis Schroder
Kentavious Caldwell-Pope
LeBron James
Anthony Davis
Marc Gasol

Principais reservas

Montrezl Harrell
Kyle Kuzma
Alex Caruso
Wesley Matthews
Talen Horton-Tucker
Markieff Morris

Técnico: Frank Vogel

O “cara” da franquia

LeBron James – Tudo bem, ele está próximo de completar 36 anos e os questionamentos sobre quando LeBron James vai encerrar a carreira começam a aumentar o tom. Mas você viu ele diminuir o ritmo? LeBron jogou em nível de MVP mais uma vez, tanto que só ficou atrás de Giannis Antetokounmpo na premiação. Além disso, precisou jogar como armador, de fato, pela primeira vez na carreira e adivinha? Liderou a liga em assistências. Com a chegada de Dennis Schroder, James vai voltar a ser ala, mas não necessariamente isso quer dizer que ele vai jogar sem a bola nas mãos. É o melhor criador de jogadas da equipe, especialmente depois da saída de Rajon Rondo para o Atlanta Hawks.

 

Fique de olho!

Talen Horton-Tucker – Claro que estamos projetando o ala e ala-armador Talen Horton-Tucker para fazer parte da rotação. Depois de boas apresentações na “bolha” de Orlando, o atleta de 20 anos foi o principal destaque do Los Angeles Lakers na pré-temporada, ao ponto de o técnico Frank Vogel declarar que Horton-Tucker está em fase de crescimento no jogo e já vai atuar bem mais do que na campanha passada.

 

O ponto de interrogação

Kyle Kuzma – O ala Kyle Kuzma acaba de renovar o contrato com o Los Angeles Lakers, dando sinais claros de que ganhou respaldo da diretoria após uma campanha fraca nos playoffs. Vale lembrar que há duas temporadas, Kuzma fez 18 pontos por jogo. Ou seja, talento tem ali. A franquia bancou um novo acordo justamente para deixar o jogador longe da pressão por produzir. Fez boa fase de jogos preparatórios e pode contribuir. Agora, se depois de tudo isso, repetir as performances ruins, vai ficar difícil defender.

 

O que esperar do Lakers em 2020-21?

Vamos começar por onde importa: Los Angeles Lakers é o atual campeão da NBA. Não existe papo de asterisco ou de ter enfrentado um adversário desqualificado. Era o Miami Heat, de Jimmy Butler, Erik Spoelstra e tudo mais. É tão campeão quanto o Toronto Raptors foi em 2019 ou o Golden State Warriors foi quando Kyrie Irving se machucou, em 2015. É volta olímpica! Tá, não tem volta olímpica na NBA, mas você entendeu. É troféu como todos os outros que já ganhou. Simples assim.

LeBron James ainda é o principal nome da equipe californiana, mas sabe que a hora de passar o bastão não vai demorar muito. Claro que Anthony Davis está ali, pronto para isso, mas um não venceria o campeonato sem o outro. A junção dos dois é impressionante. Eles sabem jogar juntos e elevam o basquete um do outro. Davis merecia o prêmio de melhor defensor da última temporada, mas foi para Giannis Antetokounmpo, que ainda acumulou o de MVP.

Falando em MVP, James foi eleito o das finais. O camisa 23, que na próxima temporada deverá utilizar outro número e ceder o atual a Davis. Especula-se que seja o 6, utilizado nos tempos de Heat.

A equipe perdeu seus dois pivôs (Dwight Howard e JaVale McGee) e trouxe outros dois (Marc Gasol e Montrezl Harrell), com características completamente diferentes. Gasol é um veterano, que já não tem mais a mesma mobilidade dos tempos de Memphis Grizzlies, mas ainda é bom defensor e passador. Ele espaça a quadra para o arremesso de três, também. Já Harrell, é um pivô baixo, brigador, que vai utilizar a força para tentar fazer o Lakers ter uma segunda unidade mais consistente na parte ofensiva. No lado defensivo, nem tanto.

Saiu Rajon Rondo, experiente e muito importante no título da temporada passada. Chega Dennis Schroder, que estava no Oklahoma City Thunder. O alemão vai poder utilizar velocidade e arremessos de longa distância, mas não tem a mesma habilidade e visão de quadra de Rondo. Aos 27 anos, Schroder será titular da posição, com Kentavious Caldwell-Pope ao seu lado. Caldwell-Pope foi bem na “bolha” no quinteto inicial, especialmente nas finais.

Sem Danny Green, que foi para o Philadelphia 76ers, o time trouxe o veterano Wesley Matthews para fazer as mesmas funções: defender e arremessar de três. Tem uma queda de qualidade entre os dois, mas Matthews será peça importante na rotação, que ainda tem o voluntarioso e ídolo Alex Caruso, além do jovem Talen Horton-Tucker. Kyle Kuzma e Markieff Morris vão jogar, muitas vezes, como ala-pivô e pivô, respectivamente, mas devem exercer outros postos.

O Lakers vem forte para manter o título em suas mãos e ultrapassar o Boston Celtics. Hoje, os dois possuem 17 campeonatos vencidos. Com LeBron e Davis, a tendência é brigar por mais alguns.

Projeção Jumper Brasil

Divisão do Pacífico: 1º lugar
Conferência Oeste: 1º lugar

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA, como em “Previsões 2020-21 – Lakers quer manter título na NBA”: 

Instagram
YouTube
Twitter
Facebook